A “Escola amiga” oferece refeições quentes aos alunos carenciados

25/10/2012 00:29 - Modificado em 25/10/2012 00:29

A Escola Secundária Jorge Barbosa inicia, a partir da próxima segunda-feira, o programa “escola amiga”, que consiste em fornecer refeições quentes aos alunos mais carenciados da escola. Como explica o subdirector dos assuntos sociais e comunitários, António Fidalgo, este projecto surge como resposta à constatação de que muitos alunos vão para a escola “sem fazerem uma refeição”, o que influi nas taxas de reprovação e aproveitamento e de evasão escolar. O projecto pretende, pois, responder e solucionar estes problemas.

 

Para António Fidalgo, “este tipo de projecto tem um impacto bastante grande” no seio dos alunos ajudando-os no sucesso escolar. E na procura de soluções para contrastar o problema da reprovação, acredita que este projecto “vai ajudar a escola”.

O subdirector adianta que o projecto “tem um custo e fica difícil” para a escola e aponta como uma das maiores dificuldades, a questão do apoio. Avança que a escola tem procurado parceiros mas que ainda é necessário mais por parte da sociedade civil. E informa que todos podem ajudar “não só financeiramente mas de qualquer forma”.

Num universo de cerca de dois mil alunos, o projecto irá beneficiar 500 alunos, os mais carenciados. Outro problema constatado é o da adaptação dos alunos que transitam da primária para o secundário, sendo esta também, uma forma de os ajudar na adaptação.

Pelos resultados que o projecto pode alcançar através do sucesso dos alunos, António Fidalgo não só o recomenda às outras escolas, como também exorta a sociedade civil a participar.

  1. Carlos Silva - Ralão

    Disse e bem, este projeto deveria ser implementado pelas outras escolas secundárias de S. Vicente, se foi possível aqui, mesmo com dificuldades, será possível nas outras também. Querer é poder.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.