José Gonçalves : “ O futuro da FIC passa pela  Zona económica especial “

16/11/2017 07:11 - Modificado em 16/11/2017 07:11
| Comentários fechados em José Gonçalves : “ O futuro da FIC passa pela  Zona económica especial “

Para o Ministro da Economia e Emprego, que presidiu a abertura oficial do evento, este certame veio para ficar e  já começa a parecer pequeno com o aumento de ano para ano de expositores e de visitantes.

Alternado entre as duas principais cidades de Cabo Verde, Praia e Mindelo, este acontecimento demonstra, no entender deste governante, o sucesso e a confiança que os empresários e as autoridades do país e internacionais que acreditam na FIC como espaço de oportunidade da maior plataforma de negócios de Cabo Verde.

“A FIC prefigura-se como um espaço privilegiado e de convergência entre partes interessadas para potenciar encontros, sendo também uma grande montra de exposição de exposição de novidades de produtos e serviços tanto para profissionais como para visitantes, visando facilitar trocas de ideias e promover transacções comerciais e empresariais”, reitera o ministro.

Segundo Gonçalves, o aumento de expositores de ano para ano é exemplo claro da importante relevância que a FIC vem “granjeando com o tempo e demonstra a necessidade de se encontrar espaço maior e mais adequado para satisfazer a crescente demanda dos expositores e visitantes”.

Considera no entanto que este sinal de procura “nos anima fortemente” e aconselha o governo e o sector privado sejam “instados a procurar uma solução conjunta, para satisfazer a dinâmica do mercado, o qual será certamente equacionado dentro da arrojada iniciativa de São Vicente como Zona económica especial para Economia Marítima, em fase de estudo”.

“Cabo Verde o Hub para África Ocidental”  o lema deste ano e cujo propósito da feira, um dos mais importantes que se realizam nesta região africana e a sua dimensão internacional representa  uma excelente plataforma comercial para toda a Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental – CEDEAO, que conta com um potencial de 350 milhões de consumidores.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.