ESJB: ainda há não explicações para o desmaio de catorze alunas

15/11/2017 14:07 - Modificado em 15/11/2017 15:07

Nem a direcção da Escola Secundária Jorge Barbosa, São Vicente, nem as autoridades médicas sabem o que levou ao desmaio, esta manhã, de 14 alunas e de um aluno. A directora da escola disse ao NN que “ fisicamente os alunos estão bem e não aparentam nenhum problema”, Mas, o certo é que sem uma explicação, aparente, desde ontem que as alunas começaram a desmaiar. Hoje  de manhã o desmaio de mais 11 alunas levou a direcção a suspender as aulas. Isto devido ao pânico que se apoderou dos alunos e também por falta de explicações para o sucedido.

Mas, relatos de desmaios de alunas nos liceus de Cabo Verde são frequentes. No dia 24 ,do mês passado ,no liceu da Brava “várias alunas do sétimo, oitavo e nono ano, gritavam e diziam palavras sem lógica, seguidas de convulsões e desmaios”. Existem relatos de casos semelhantes no Liceu Ludgero Lima, São Vicente, e Liceu do Coucil, Santo Antão “. Em todos os casos apenas alunas foram afectadas. Em todos os casos as alunas, depois de recuperarem os sentidos, afirmaram que “ não se lembram do que aconteceu, mas recordam-se de ouvir vozes antes do desmaio “

  1. PJ

    TALVEZ O RAPAZ E DE FONTE FELIPE

  2. Maria Fortes

    Esta histeria colectiva está conectada entre outras com problemas nos órgãos reprodutores femininos para além de desajustes sociais, emocionais e estresse.
    Os jovens passaram a iniciar a sua vida sexual bastante cedo e imaturos e a sua preocupação sexual é enorme especialmente numa sociedade machista e erotizada como a nossa.
    Também não menosprezar os efeitos dos mídias entre outros facebook, telemóveis, internet, com o seu exibicionismo constante e a ansiedade que os mesmos acarretam nas mentes dos jovens pois todos estão permanentemente conectados mas ao mesmo tempo desconectados da vida real.
    Também algures alunos simulam esses desmaios e outras manifestações demoníacas apenas pelo prazer de terem o controlo de tudo e verem os professores ficarem inactivos. É o que deve ter acontecido hoje no Liceu Jorge Barbosa onde os alunos abandonaram as aulas antes da hora habitual e estavam satisfeitíssimos com a situação e com a sensação de terem um certo poder sobre os professores.
    Tais cenas teatrais têm uma função practica que é servir de tubo de escape para tensões do momento e estar sob a atenção dos holofotes.
    E a imitação desta palhaçada vai continuar nesses Liceus pois uma maioria significativa dos estudantes frequenta esses Liceus apenas fisicamente pois está destituída do mínimo de inteligência, comportamento moral, ético, educacional e capacidade cognitiva para tal e busca com essas cenas banais uma compensação, um escape para o seu falhanço. E melhor podium não podiam escolher.
    É o reverso da medalha com a massificação do ensino secundário e universitário em Cabo Verde. Quantidade versus qualidade.

  3. Lili Fortes

    Obrigado pela explicação. Tem logica.
    No meu tempo .. isso era dodera. Ninguém gostava de ser chamado de louco. Mas esses jovens estão cada vez mais imaturos. Bem na Escola Secundaria Augusto Pinto..nunca tivemos casos desses, a tal modo de paralisar as aulas.

  4. Mario Silva

    Parabens Maria Fortes. Já desvendaste todo o caso. Sem contactares alguém que tivesse sido alvo consegues esclarecer todo o problema.
    Não sejamos ignorantes e levianos a ponto de pensar que temos as soluções de todos os problemas. Em que te baseias para tirar tais conclusões. E o caso do aluno que desmaiou também se explica pelos mesmos motivos?
    O meu conselho: “Vai pentear macacos”

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.