Teste de DNA para confirmar se as ossadas encontradas no Madeiral são de Lutcha

9/11/2017 01:44 - Modificado em 9/11/2017 16:34
| Comentários fechados em Teste de DNA para confirmar se as ossadas encontradas no Madeiral são de Lutcha

Este online confirmou, junto de familiares, que a Policia Juciciária recolheu material genético  junto da  mãe de Maria de Lourdes,  conhecida por Lutcha, que se encontra desaparecida desde  o mês de Dezembro de 2013, para fazer teste de DNA e compara-las com as ossadas encontradas encontradas no Madeiral. Com o material genético recolhido da mãe para fazer o teste, pode-se determinar com uma probabilidade de 99, 9 %  se as ossadas são, ou não de Lutcha .

O NN avançou  que os indícios encontrados juntos das ossadas deixaram claro que se tratava de uma mulher. E tudo indica que a PJ segue as pista de mulheres desaparecidas em São Vicente e  terá ficado com a hipótese de Lutcha, mas para ter uma confirmação  precisava do material genético de um familiar  para confirmar. As amostras  já foram enviadas para Portugal onde vão se realizados os testes.

Maria de Lourdes, de 40 anos, conhecida por “Lutcha” continua desaparecida desde o dia 16 de Dezembro de 2013. Volvidos quase quatro sobre o seu desaparecimento, só resta a angústia que consome os familiares.

Maria de Lourdes vivia na localidade de Cruz João Évora, São Vicente, com o marido e quatro filhos. A cidadã sofria de problemas de depressão saiu de casa para arranjar o cabelo num salão de beleza em Monte Sossego. Porém, até hoje, “Lutcha” não chegou a casa, situação que levou a família ao desespero. Segundo o companheiro de “Lutcha”, Moisés Andrade,  disse na altura que, a mulher saiu de casa por volta das 14:30h, rumo à zona de Monte Sossego para procurar os serviços de uma cabeleireira. Ao sair de casa, Maria de Lourdes não apresentou sinais de que sofria de algum problema, pelo contrário, “deixou a residência da família de forma descontraída e entusiasmada”.

É que Maria de Lourdes “simplesmente desapareceu sem deixar rastos. Ninguém sabe por onde anda esta cidadã que deixou quatro filhos, de entre eles, um bebé, na epoca com um ano que ficou sob a guarda do marido, Moisés Andrade”.
Nesse período surgiram informações sobre o seu paradeiro, mas que no final vieram a ser confirmadas pelas autoridades e familiares como “boatos”. A família foi mantendo a esperança de encontrar Maria de Lourdes, mas com o passar dos dias, dos meses, anos a esperança foi-se desvanecendo.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.