Brasil: Jovem matou aluna com 11 tiros para que esta “não sentisse dor”

8/11/2017 00:56 - Modificado em 8/11/2017 00:56
| Comentários fechados em Brasil: Jovem matou aluna com 11 tiros para que esta “não sentisse dor”

Jovem afirmou “odiar” rapariga que matou. Disse, ontem, não estar arrependido, mas isso mudou hoje.

jovem de 19 anos que esta segunda-feira matou uma aluna de 16 anos numa sala de aula de uma escola em Goiás, no Brasil, disse ter disparado várias vezes – 11 – contra a vítima para que esta “não sentisse dor”, escreve o G1. Esta explicação consta do depoimento formal feito no dia do crime.

Apesar de na segunda-feira ter dito não estar arrependido do que fizera porque odiava a adolescente (ver vídeo abaixo), o discurso do jovem mudou esta terça-feira, garantindo estar sim arrependido.

Misael confessou também que ligou para a vítima no dia do crime e perguntou se ela “estava preparada”.

“Quando ele liga no dia do crime e pergunta isso, é como uma ameaça prévia. É como perguntar se ela está pronta para morrer. Mas achamos que a vítima não levou isso a sério”, disse a inspetora Rafaela Azzi ao G1.

Com uma máscara, Misael Pereira saltou o muro da escola em Alexania, cidade do Estado de Goiás, e dirigiu-se à sala de aula da vítima, disse o porta-voz da polícia, disparando contra a Raphaella. Esta morreu no local. Segundo a polícia, na origem do crime terá estado o facto de a vítima rejeitar as abordagens do suspeito.

“A cada tentativa recusada, ele ficou mais zangado e o amor transformou-se em ódio. Há um ano que o suspeito tinha planeado matá-la”, disse a inspetora . Misael Pereira foi detido pelas autoridades que responderam à ocorrência quando tentava fugir do local do crime.

ideo

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.