Pescador de São Pedro morreu: Mergulho para apanhar “pepino do mar” provoca vítima mortal

22/10/2012 16:55 - Modificado em 22/10/2012 16:59

Um indivíduo faleceu no Hospital Baptista Sousa depois de sofrer uma indisposição quando se encontrava a mergulhar. Trata-se de Evaristo Silva, de 28 anos, pescador da zona do São Pedro. Este online soube que o pescador foi apanhar “pepino-do-mar” na zona sul do Ilhéus dos Pássaros e que conduzido ao HBS deu entrada com paralisia nos membros superiores e inferiores. Evaristo Silva, de 28 anos, pescador da zona de São Pedro faleceu, na manhã desta segunda-feira, depois de estar internado no Hospital Baptista Sousa. O pescador esteve internado nos Serviços de Medicina, mas não resistiu as lesões sofridas durante um mergulho realizado há dez dias na zona sul do Ilhéu dos Pássaros. NN apurou que Evaristo e um grupo de pescadores foram apanhar “!pepino-do-mar” nessa região com cerca de 41metros de profundidade. E que durante a estada no local, a vítima realizou mais de que uma imersão pelo que teve problemas com a sua garrafa de mergulho sofrendo uma descompressão no corpo. De acordo com um familiar “tudo começou há dez dias quando ele foi apanhar pepino-do-mar. Regressou à casa com uma indisposição por isso foi para ao hospital. No Banco de Urgência começou a ter complicações no corpo pelo que foi lhe diagnosticado paralisia nos braços e pernas”. O afrodisíaco “pepino do mar! O chamado pepino do mar é uma espécie de molusco que abunda nos mares de Cabo Verde e que nunca despertou o interesse dos pescadores “ quando vinha na rede era atirado de volta ao mar”. Mas a partir de determinado altura, os chineses e os indivíduos da costa ocidental africana passaram á procurar por esse produto. Visto que dizem que tem propriedades afrodisíacas e também utilizado na industria dos domésticos. E quando há procura há oferta. Assim os pescadores/ mergulhadores passaram a apanhar os pepinos do mar vendendo o quilo a 14 euros abrindo, assim um novo negócio  na pesca. A Direcção Geral das Pescas proibiu a apanha dos pepinos do mar por reapresentar perigo para a segurança dos mergulhadores.

  1. Rui Freitas (biólogo

    O HBS não tem especialista em medicina subaquática e hiperbárica e está claro que foi vítima de embolia (doença de descompressão). Deixa-lo ali no H sem auxílio a uma simples câmara de descompressão foi SIM o maior suicídio. Bastava no segundo dia, mesmo paralisado, e com sinais vitais óptimos, pegar em 2 mergulhadores experientes (Livinio- Pelé e Djulay; Alain ou Munaya na Praia) e desce-lo aos 40m e seguir para cima com o protocolo de descompressão ainda mais adaptado ao seu caso….Quem sabia? Quem procurou saber???…mais uma mania de saber tudo e de cairmos na ignorância. Que o Rapaz tenha a paz merecida.

  2. ñelson custodio

    depois da porta rombada põe-se tranca a porta

  3. Luís

    Há um estudo que diz que esta espécie está em vias de extinção…
    http://www.fao.org/docrep/011/i0375e/i0375e00.htm

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.