Dois anos depois Mário Semedo volta à “casa” que ocupou por dezasseis anos

30/10/2017 01:53 - Modificado em 30/10/2017 01:53
| Comentários fechados em Dois anos depois Mário Semedo volta à “casa” que ocupou por dezasseis anos

FUTEBOL – Mario Semedo, Presidente da Federacao Cabo Verdiana de Futebol e da escola de futebol da respectiva Federacao. Praia, em Cabo Verde. Segunda Feira, 12 de Janeiro de 2009. (ASF/MIGUEL NUNES)

Sete das onze associações subscritas do país optaram por escolher o antigo Presidente da Federação Cabo-verdiana de Futebol para “arrumar” a casa, no acto eleitoral deste fim-de-semana, na sede da Federação. O seu opositor, Mário Avelino “Donnay”, ficou apenas com quatro votos.
Com, agora, um mandato de quatro anos na FCF, promete focar-se no futebol nacional, que recentemente entrou numa crise organizacional e desportiva, com reflexos no ambiente futebolístico nacional e na imagem institucional da Federação Cabo-verdiana de Futebol, que acabou por ditar a destituição do Presidente e da sua direcção pela Assembleia-Geral, por iniciativa das Associações Regionais de Futebol.
Pretende projectar “uma nova etapa para o futebol das ilhas, de acordo com os desafios que o futebol mundial hoje exige, conferindo-lhe, sobretudo, melhor organização, mais competitividade e mais atractividade”.
Por isso, segundo Mário Semedo, é importante “reformar, programar e trabalhar nos próximos anos, reconhecendo que a formação, a reforma competitiva, a comunicação e o marketing, o diálogo permanente com todos os agentes desportivos, em especial, e a comunidade desportiva, no geral, devem perfilar como prioridades nesta nova etapa que deverá privilegiar uma atenção especial ao futebol doméstico”.
Pretende um modelo de governação centrado em 11 principais eixos. Promete modernizar e reestruturar a Selecção Nacional, no entanto, vai manter Lúcio Antunes, “um treinador com resultados” e, por isso, não se vai mudar nada de imediato.
A nível de futebol de formação quer criar um “espaço de transição” de júnior para sénior para que se crie um Campeonato Nacional a nível dessas faixas etárias.
Mário Semedo tem na sua lista federativa Gerson Melo, Joel Barros, Inácio de Carvalho, Lito Semedo, Paulo Santos e Rui Évora, como Vice-presidentes, Álvaro Cruz (Mesa da Assembleia-geral), Hernâni Soares (Conselho de Justiça), Luís Aguiar (Conselho Fiscal), Samuel Cosmos (Conselho de Disciplina) e Nélson Barbosa (Conselho de Arbitragem).

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.