POST: Vida nova a um consulado inglês que virou   latrina pública   e bordel

24/10/2017 01:20 - Modificado em 24/10/2017 01:42

Não venho aqui esgrimir argumentos a favor do projecto que vai dar vida nova ao edifício do consulado inglês que era uma latrina pública, lugar de fumar droga, bordel ao ar livre. Pior: que durante anos ninguém apresentou soluções, projectos culturais, só blá, bla e que agora, quando foi ao chão, voltam com o blá, blá de costume. Só que agora dão ultimatos ao governo para embargar uma obra licencianda dentro da lei e um projecto que passou pela Assembleia Municipal de São Vicente  Não vou esgrimir argumentos como fiz no caso da Casa Adriana, que futuro mostrou que quem defendeu a modernidade, o nascimento do novo que mantém a essência do velho na sua traça, na sua história tinha razão, Por isso não vou esgrimir argumentos, Deixo-vos com o post do cidadão César Costa.. Mim jam cansá, A sério !!!

Eduino Santos

 

NO TCHA PARANOIA

NO TCHA PARANOIA., E NE TE VIVE DE PASSADO .. SONCENET MESTE BA PA FRENTE É NE QUE PREDIO VELHOS, …SO PARA RECORDAR DELEGACIA SAUDE, LAGINHA …. ESS LUGAR TE ABANDONADO A BICHARADA … QUE VENHA + UM HOTEL E EMBELEZA CIDADE… MAIS UNS POSTO DE TRABALHO — 4 ESTRELA 31 QUARTOS .

https://www.facebook.com/cesarcostacv

 

antigo-consulado-ingles

  • Consulado-1

  • Consulado-2

  • Consulado-3

 

 

  1. A mim parece que este movimento Sokols é contra Soncente, e contra a beleza dess Ilha, é contra emprego e contra governo do Mpd. 15 anos atrás passaram com o Governo do Paicv construiram a Delegacia de Saúde numa casa onde diziam que é património histórico nem sinal desse Sokols que passou todos estes anos desaparecido na f’máça. Eles querem é protagonismo, mas nenhum deles servem só discutam paranoia, Viva Soncente, viva a beleza desse Ilha. Os Mindelenses querem investimentos e querem trabalho, que venham mais hotéis falta agora é um hotel no antigo Congel.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.