Kiki Lima: “ a exposição mostra como as mulheres são tratados por certos empregadores”

24/10/2017 00:51 - Modificado em 24/10/2017 00:51

Américo Silva, ex-presidente da Câmara Municipal do Paul, colocou um posto no seu FB onde escreveu o seguinte

“Estou, extremamente, revoltado, pela ofensa gratuita, grosseira e vil, como o pintor Kiki Lima pintou a mulher cabo-verdiana! Acredito e defendo a liberdade de expressão e é, justamente, por isso que, estou a manifestar o meu profundo desagrado pelo mau gosto do artista em relação a minha mãe, minhas irmãs, minhas filhas e a todas as mulheres do meu País!”

Este chorrilho de Silva  tinha como alvo quadros do  pintor Kiki Lima  que pertencem a uma exposição sobre a equidade dos géneros ,emprego e assédio sexual. O NN falou com Kiki Lima , provavelmente o artista cabo-verdiano  que mais tem valorizado a mulher e tem lançado com o seu pincel na tela cores de revolta , gritos das que não podem gritar , E a exposição EKIDADE foi mais um grito contra o assédio sexual . Américo não entendeu nada , portou –se como o sapateiro de Rembrandt : passou do chinelo

  1. Carlos Drummond

    Kiwi creio não se tratar aqui de má-fé mas sim uma questão de hipocrisia.
    O tema que abordaste nas tuas criações artísticas, que infelizmente não tive o privilégio de visitar, é um tabu e muitas pessoas têm dificuldades em quebrar tabus quanto mais quando elas se sentem identificadas duma forma ou outra com esses tabus.
    É de bradar aos céus que algumas pessoas tentem negar a desigualdade de sexo existente em Cabo Verde, uma sociedade puramente machista e onde as mulheres têm uma situação bastante vulnerável no aspecto financeiro e de trabalho e muitas vezes vítimas de abuso sexual por parte dos homens. Levar em conta que mais de 50% das famílias cabo-verdianas são mono-parentais e é sobre a mulher que recai a difícil tarefa do sustento do núcleo familiar, o que lhe torna uma presa fácil especialmente por empregadores menos escrupulosos e não só.
    Os teus detractores não podem esconder atras da sua ignorância ou incapacidade intelectual por não terem compreendido a mensagem nela contida.
    Os teus quadros são simples de compreender e é aí na sua simplicidade que reside a sua beleza. Resumindo e como disseste “má-fé” pois também na hipocrisia está a má-fé.
    Quando várias organizações estrangeiras abordam este tema de desigualdade sexual em Cabo Verde, nós, pelo menos alguns, armados em moralistas de meia tigela, tentam a todo o custo varrer para debaixo do tapete este cancro que assola a sociedade cabo-verdiana.
    Sejamos honestos pois o slogan ” honestidade é a melhor política” é e continua válida.
    Kiki os meus parabéns com estes teus magníficos quadros não só pelo aspecto estético mas também pela mensagem nelas contidas em prol da emancipação da mulher cabo-verdiana.

  2. Carlos Drummond

    Correcção: primeira linha onde está “Kiwi” deve-se lêr “Kiki”

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.