A “nova era” da Microsoft chega esta semana

21/10/2012 23:05 - Modificado em 21/10/2012 23:05
| Comentários fechados em A “nova era” da Microsoft chega esta semana

A Microsoft lança esta semana a nova versão do sistema operativo Windows, bem como os tablet Surface, desenhados para concorrer com o iPad. O sistema traz mudanças radicais e a aposta é crítica para a empresa.

 

Na sexta-feira, o Windows 8 passará a estar disponível para compra. Nesse mesmo dia, a Microsoft fará chegar os Surface às mãos dos primeiros compradores. Já para quinta-feira, a empresa agendou uma grande conferência de lançamento em Nova Iorque.

 

Em Portugal, a Microsoft tem prevista, também para quinta-feira, uma apresentação em que irá mostrar o sistema operativo, os novos tablets e ainda algumas aplicações portuguesas para o novo Windows (o que inclui uma aplicação do PÚBLICO). Retalhistas como a FNAC, a Worten e a Staples já avançaram este mês com uma campanha de pré-encomenda online do Windows 8.

 

O Windows 8 traz uma interface completamente redesenhada, com um ecrã inicial de grandes mosaicos coloridos, semelhantes ao que a Microsoft tem no Windows Phone, o sistema que equipa telemóveis. É o primeiro sistema operativo da empresa concebido para ser usado tanto em tablets como em computadores e inclui suporte para toques e gestos, o que abriu caminho para alguns fabricantes desenvolverem computadores com ecrãs que suportam esta funcionalidade.

 

A mudança é radical face aos anteriores Windows e desaparecem muitos dos menus e lógicas de uso com que os utilizadores do sistema estavam familiarizados. Isto faz com que esta seja uma aposta com riscos para a Microsoft, apesar de o Windows 8 permitir também o uso de uma interface semelhante à tradicional e que é capaz de correr os programas desenvolvidos para a anterior versão do sistema.

 

Uma “nova era”

Na semana passada, o CEO da Microsoft, Steve Ballmer, classificou a mudança como uma “nova era” e os novos produtos chegarão ao mercado poucos dias depois de a empresa ter comunicado resultados trimestrais abaixo das expectativas, ressentindo-se da quebra da procura de computadores pessoais, que foi provocada pela crise financeira e pela procura de dispositivos móveis.

 

O novo sistema tem várias versões. O Windows 8 é a versão mais básica e destina-se à generalidade dos consumidores domésticos. O Windows 8 Pro é para os entusiastas de tecnologia e para utilizadores profissionais. Há ainda uma versão Enterprise, destinada ao mercado empresarial e que tem de ser comprada através de um canal de vendas para empresas.

 

Para além destas, há o Windows RT, que apenas tem a nova interface e não permite correr programas desenvolvidos para o anterior Windows. Esta é a versão concebida para processadores ARM, que tipicamente equipam tablets e smartphones, e inclui uma versão gratuita e mais limitada do Office. Numa primeira abordagem, o RT e o 8 são muito semelhantes, o que já levou a que surgissem na Internet críticas sobre a confusão que os dois sistemas poderão gerar nos consumidores.

 

A Microsoft desenvolveu duas linhas de tablets Surface com base nestes dois sistemas. A que chegará na sexta-feira aos consumidores é a versão equipada com RT, que é mais fina, mais leve e mais barata, mas tem especificações técnicas inferiores (menor resolução de ecrã e menor capacidade de armazenamento, por exemplo). Nos EUA, a versão mais barata do Surface com RT (que não inclui a capa protectora que é um teclado quando aberta) foi disponibilizada para pré-encomenda por 499 dólares. Segundo a Microsoft, as pré-encomendas deste modelo esgotaram as reservas.

 

Na sexta-feira, a única versão disponível será a Pro. A Microsoft ainda não anunciou datas e preços para a versão mais básica e o Windows RT não pode ser comprado em separado dos equipamentos.

 

Quem tiver um computador com Windows 7 comprado entre 2 de Junho e o final de Janeiro do próximo ano poderá fazer a actualização para o Windows 8 Pro a um preço promocional de 15 euros. Em Portugal, e à semelhança do que também fizeram noutros países, várias marcas de computadores comunicaram que vão reembolsar este valor aos consumidores.

 

Já na terça-feira, a Apple prepara-se para tentar roubar algum protagonismo à rival. Está agendada uma conferência sobre a qual não são conhecidos pormenores, como habitual, mas é amplamente esperado que seja apresentada uma versão mais pequena do iPad.

 

 

 

 

jn.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.