Prisão preventiva para três membros de uma rede criminosa que se dedicava ao crime de burla das sementes

10/10/2017 01:57 - Modificado em 10/10/2017 01:57

A Polícia Judiciária capturou em flagrante delito, no dia 03 de Outubro, três indivíduos do sexo masculino, sendo dois deles naturais da ilha de Santiago e o terceiro da Guiné Conacri, na zona de Monte Sossego, quando se preparavam para burlar mais uma vítima em cerca de cento e cinquenta contos.

Depois de apresentados às autoridades judiciárias para interrogatório de arguido detido, foram enviados para a Cadeia Central de São Vicente, após lhes ter sido aplicada a prisão preventiva como medida de coacção pelos crimes que lhes são imputados e onde vão aguardar a conclusão dos processos.

Em nota de imprensa, a PJ garante ainda que foram apreendidos cinquenta e dois mil escudos na posse dos mesmos.

Esta detenção, segundo as autoridades judiciárias, decorreu no âmbito da investigação do combate aos crimes de burla das sementes efectuado pelo Departamento da Investigação Criminal da Polícia Judiciária de São Vicente, através da Brigada de Investigação dos Crimes contra burlas e falsificações.

De acordo com esta mesma fonte, no mesmo dia, antes de terem sido detidos pela PJ, teriam burlado um cidadão nacional, no centro do Mindelo, em cerca de trezentos mil escudos cabo-verdianos.

Segundo informações, os três homens pertencem a uma rede criminosa que se dedica ao crime de burla das sementes e são responsáveis por mais de 30 crimes desta natureza tendo já lesado as vítimas em mais de quatro milhões e quinhentos mil escudos cabo-verdianos.

 

São suspeitos de crimes desta natureza nas ilhas de Santiago e do Sal e todos possuem antecedentes criminais na PJ.

  1. Silva

    Já não era sem tempo…!
    Fui burlado uma vez, dou queixa a PJ…, fui contatado outras vezes por estes grupo, comuniquei a PJ, para apanhar os larapos… mas toda as vezes a PJ ñ tinha viatura disponível…

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.