Porto Novo: Elevados custos de funcionamento coloca em risco a sustentabilidade do centro comercial

9/10/2017 00:21 - Modificado em 9/10/2017 00:27
| Comentários fechados em Porto Novo: Elevados custos de funcionamento coloca em risco a sustentabilidade do centro comercial

Os elevados custos de funcionamento do centro comercial, inaugurado em Julho de 2015, podem pôr em risco a sustentabilidade desta infra-estrutura, que custou aos cofres municipais cerca de 65 mil contos.

A edilidade portonovense admite dificuldades para por a funcionar o centro comercial devido aos elevados custos de funcionamento e a problemas técnicos detectados nas estruturas deste espaço, que, além da peixaria, talho e mercado para venda de produtos agrícolas, dispõe ainda de lojas e um restaurante panorâmico.

O presidente da autarquia, Aníbal Fonseca, explica que há problemas técnicos em relação à rede eléctrica e ao sistema de gás instalados no centro comercial, que exigem ainda da edilidade um esforço financeiro, na ordem dos 120 contos mensais, para o funcionamento das três câmaras frigorificas ali instaladas.

Segundo o autarca, a câmara municipal está a tentar resolver os problemas técnicos, mas terá sérias dificuldades para assegurar, todos os meses, os 120 contos, para a operacionalização das câmaras frigorificas.

Em todo o caso, Anibal Fonseca garante que as condições serão criadas para o funcionamento em pleno do centro comercial, que permitirá tirar das ruas as peixeiras e os vendedores de produtos agrícolas.

Inforpress

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.