Manuais: Governo cede à pressão

9/10/2017 00:16 - Modificado em 9/10/2017 00:16
| Comentários fechados em Manuais: Governo cede à pressão

Depois das críticas aos manuais, o Governo opta por retirá-los, depois da insistência na sua continuidade apesar dos erros. À sociedade juntaram-se várias vozes de personalidades e a oposição. O Governo “cedeu” acerca dos manuais, mas continua com confiança na reforma do ensino que pretende implantar.

O Governo cede e avança para “a reimpressão dos manuais, de forma que os novos materiais sejam disponibilizados o mais brevemente possível, em substituição dos que estão em uso, sem qualquer encargo para os pais, encarregados de educação e sociedade em geral”. O Governo assume, assim, os custos e a responsabilidade pelos erros verificados.

O Governo classifica ainda o novo plano curricular como “ambicioso”. Os novos manuais foram impressos no exterior. Agora, o Governo volta-se para o país e garante em comunicado que “vai lançar concursos a nível nacional, no sentido de proceder à reedição, impressão e disponibilização dos novos manuais”.

“Estamos, assim, a reafirmar a continuidade do Programa, acautelando o essencial, que é o conteúdo, sem sobressaltos para o ano lectivo em vigor”. Desta forma, o Governo reitera a sua convicção de estar perante um novo e ousado programa educativo, pelo que defende a sua continuidade no sistema educativo nacional.

Com este impasse quase ultrapassado, faltando uma nova impressão e distribuição dos manuais, sublinha que “as alterações e reformas que foram introduzidas no sistema de aprendizagem da matemática, a título de exemplo, vêm no sentido de tornar a disciplina mais fácil, atractiva e eficaz, tendo em consideração os dados que mostram que estamos perante uma disciplina que sempre teve fraco desempenho, materializado nas elevadas taxas de reprovação”.

Além dos novos manuais, anuncia protocolos com empresas de comunicação nacional de forma a disponibilizar os mesmos em formato digital para acesso gratuito aos pais, encarregados de educação e toda a sociedade em geral.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.