POST: A ATITUDE PERANTE O ERRO E A FALHA

3/10/2017 01:32 - Modificado em 3/10/2017 01:32

O Primeiro-ministro de Cabo Verde, Ulisses Correia e Silva, colocou um post no seu Facebook onde, de uma forma indirecta, aborda o caso dos erros existentes no livro de Matemática do primeiro ano do Ensino Básico.

“Foco no erro, na falha e na gralha: detecta um erro, uma gralha ou uma falha e coloca a lupa sobre eles, procura mais e amplifica-os de forma a criar a impressão de que 1% de erro, gralha ou falha, se sobrepõe a 99% de mérito. Pior do que isso, procura liquidar a iniciativa e coloca rótulos.

Esta pré-disposição que se manifesta na forma como lidamos com o erro e a falha reflecte-se também na forma como lidamos com iniciativas fracassadas ou com os percalços da vida: o empreendedor que falha é crucificado; o indivíduo que é preso é socialmente estigmatizado. Paradoxalmente, o sucesso não é celebrado.

Se o erro e a falha forem intencionais, é claro que devem ser sancionados. Se forem impactantes, resultantes de desleixo, de falta de rigor ou incompetência, é claro que os seus autores devem ser responsabilizados. Mas, muitas vezes, não é o rigor que é colocado no radar da detecção do erro, da gralha ou da falha. As antenas estão sintonizadas para o negativismo e o ostracismo. Noutros actores, as motivações são meramente politiqueiras.

Um país focado apenas em problemas não cultivará atitude favorável à inovação e ao desenvolvimento. Existindo erros, gralhas ou falhas, a melhor atitude é corrigi-los e continuar em frente sem desmerecer o mérito das iniciativas. Esta é a atitude que queremos para Cabo Verde! Um Cabo Verde sem medo de mudanças, audacioso e confiante.

 

  1. Carlos Silva - Ralão

    “Um país focado apenas em problemas não cultivará atitude favorável à inovação e ao desenvolvimento. Existindo erros, gralhas ou falhas, a melhor atitude é corrigi-los e continuar em frente sem desmerecer o mérito das iniciativas. Esta é a atitude que queremos para Cabo Verde! Um Cabo Verde sem medo de mudanças, audacioso e confiante”.
    EXATO MEU CARO E SR. PRIMEIRO MINISTRO, VAMOS CORRIGIR AS GRALHAS E/OU ERROS. NO CASO TEREMOS DE RETIRAR OS MANUAIS DE CIRCULAÇÃO OU FAZER O TRABALHO INTENSIVO COM OS PROFESSORES E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO PARA QUE AS NOSSAS CRIANÇAS NÃO APRENDAM ERRADO.

  2. Jose Rui Alem

    havendo erros, continuemos em frente, Afinal os burros insistem no mesmo erro e esperam sempre um resultado diferente. Se esses burros tiverem palas nos olhos, eles não conseguem , seguramente, djobi pa lado

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.