Cabras e vacas invadem estradas na ilha de São Nicolau

19/10/2012 01:04 - Modificado em 19/10/2012 01:04

O abandono de animais, em pastagem ,na ilha de São Nicolau está a preocupar os condutores. Isto porque viram cabras e vacas invadirem o seu espaço de circulação. E a estrada entre o município da Ribeira Brava e Aeroporto de São Nicolau ,inaugurado no último fim-de-semana ,não foge a regra.

 

A criação de animais nas imediações de algumas estradas na ilha de São Nicolau está a prejudicar a circulação de veículos. O problema é que há vias de trânsito que estão a ser ocupadas por cabras e vacas que abandonaram a sua zona de pastagem para repousar num espaço destinado a passagem de veículos.

Este online soube que a estrada que liga Vila da Ribeira Brava ao Aeroporto de São Nicolau, inaugurada no dia 13 Outubro, pelo primeiro-ministro ,também ,foi invadida por animais em pastagem. E nestas circunstâncias por ser uma via rápida, os condutores têm adoptado medidas de segurança para não atropelar os animais.

André Firmino diz que “a estrada ganhou um movimento suplementar com a transição dos animais em pastagem. Por isso temos que conduzir com atenção, porque a qualquer instante pode surgir a nossa frente uma cabra em marcha de uma ponta a outra ou uma vaca estendida no meio da estrada”.

Por sua vez, Armindo Rodrigues diz que a culpa por haver este problema é dos criadores que deixam os animais à beira das estradas. “Eles trazem os animais para os campos de pastagem e não se dignam em garantir uma vigilância cerrada. Vão se embora para as suas casas e quem está ao volante é que tem que remediar a situação. Dado que temos que imobilizar a nossa viatura para afugentar os animais da via”.

  1. Africa

    Para que servem o estudo de impacto ambientais? Fizeram a estrada e miguem se preocupou com a pastagem dos animais. Agora o que precisa ser feito é sinalização que indica claramente aos condutores que existe passagem de animais na estrada para reduzirem a velocidade.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.