Elevação de Salamansa à categoria de vila: Presidente da Associação de Pescadores levanta algumas dúvidas

27/09/2017 06:35 - Modificado em 27/09/2017 06:35

A Assembleia Municipal de São Vicente reúne-se na próxima semana, dia 3 e 4 de Outubro, em sessão ordinária. Num dos pontos da agenda está a proposta de elevação da aldeia de Salamansa à categoria de vila. Uma proposta que vai ser debatida, estima-se no último dia de sessão da Assembleia.

A Associação dos Pescadores de Salamansa é uma das associações que mais têm trabalhado para a melhoria das condições de vida da população. A proposta não apanhou o Presidente da associação, Auxílio Matias, de surpresa, embora coloque algumas questões antes da elevação da aldeia à categoria de vila. “Concordo com a proposta, é uma zona que evoluiu muito e pensamos que estamos de acordo que precisávamos de concertar algumas coisas”.

Em entrevista ao NN, defendeu que a aldeia, até agora, tem tido um bom progresso nalgumas áreas, sendo que outras de suma importância precisam de ser revistas antes de qualquer passo no que diz respeito à elevação à categoria de vila.

“Pensamos na vila sim, mas ainda falta muito”. Saúde e saneamento são as áreas que, para Matias, precisam de ser revistas. “Falta um posto de saúde em condições”, como defende. O mesmo argumenta a necessidade de uma unidade de saúde que sirva a população da melhor forma, com a presença constante de um enfermeiro na prestação dos primeiros socorros. E como solução, aponta que uma das jovens da comunidade já terminou o curso de enfermagem e poderia “dar uma abertura para prestar este tipo de serviço”.

O saneamento é outro problema destacado por Matias. Para ele, falta ainda ligar a água às casas, já que as sentinas têm sido a forma de levar a água às casas. Assim como a água, reclama que o saneamento deve ser levado às casas. “Ainda temos muitas pessoas que não têm uma casa de banho”.

“Já andamos muito, mas falta muito ainda”, sublinha.

Para o Presidente da Associação de Pescadores, o maior desafio da ainda aldeia, tem sido o de sempre, desafio que se alarga a todo o país. Como relembra, alguns anos atrás poucos jovens estavam a ir buscar a vida no mar. Agora, com as dificuldades causadas pela falta de emprego, muitos se têm aventurado. “Em momentos de dificuldade é uma porta aberta. E o trabalho tem obrigado os jovens porque não há solução”.

Com a perspectiva da elevação de Salamansa à categoria de vila, o Presidente da Associação de Pescadores espera que mais seja feito para a zona para que possa ser “uma vila”.

  1. Figueiral

    E eu que pensei que Salamança já tinha o estatuto de Cidade!

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.