Funcionamento do Centro Cirúrgico da Ribeira Grande é uma preocupação dos moradores

18/09/2017 06:59 - Modificado em 18/09/2017 06:59
| Comentários fechados em Funcionamento do Centro Cirúrgico da Ribeira Grande é uma preocupação dos moradores

Após a morte num acidente de trabalho no sábado do mecânico Celino Lima, óbito que veio a ser confirmado no Hospital Regional João Morais, o médico de serviço e Director Clínico do Hospital, Dionísio Semedo afirmou à “Inforpress” que era impossível salvar a vida de Celino nas circunstâncias existentes mas admitiu que se poderia fazer uma tentativa, de “duvidoso sucesso”, caso o centro cirúrgico estivesse pronto a funcionar, o que não acontece de momento, o que deixa alguns moradores abalados devido à falta que este centro deixa em casos como este.

Este Online abordou alguns moradores ribeira-grandenses e as opiniões são quase unânimes, apelando no sentido que, o mais brevemente possível, esta questão seja normalizada, apontando que se este centro estivesse a funcionar, mesmo que as possibilidades do Celino de escapar com vida eram escassas, poder-se-ia fazer ainda alguma tentativa para tentar salvar este jovem.

Alguns moradores mostram-se ainda preocupados porque o único cirurgião que serve a Região Sanitária de Santo Antão está de férias e ainda não foi substituído e falam em descaso para com os pacientes que necessitam de uma intervenção cirúrgica com urgência como este caso específico. Um cenário que leva os ribeira-grandenses a pedirem celeridade na resolução deste problema que afecta a todos.

Celino Lima foi a enterrar este domingo, 17, pelas 15 horas no Cemitério do Alto de São Miguel na Ribeira Grande.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.