Olavo Correia : ” o governo assumirá todos os custos da inoperacionalidade da TACV”  

15/09/2017 06:26 - Modificado em 15/09/2017 06:26
| Comentários fechados em Olavo Correia : ” o governo assumirá todos os custos da inoperacionalidade da TACV”  

O ministro das Finanças , Olavo Correia, disse hoje que o cancelamento de voos da companhia aérea TACV tem um “impacto importante”, mas garantiu que o Governo assumirá todos os custos e os salários dos trabalhadores serão garantidos. 

“O impacto é importante. Não vou avançar aqui o valor exato, mas o Governo assumirá essa responsabilidade. Aconteceu, os clientes finais não podem ser prejudicados, temos que garantir que todos os clientes sejam colocados no destino, isso custará e esse custo tem de ser assumido por alguém”, garantiu Olavo Correia.

Na semana passada, a empresa Transportes Aéreos de Cabo Verde (TACV) anunciou o cancelamento de todas as ligações internacionais até 11 de setembro por não ter conseguido encontrar um aparelho para substituir o seu único Boieng 757, que se encontra avariado, situação que ainda se mantém.

Olavo Correia disse que ainda não possível encontrar um motor para substituição do do avião, visto que esta é uma época alta, mas garantiu que o Governo está a trabalhar para resolver o problema “nos próximos dias”. 

“Vamos procurar e vamos conseguir uma solução para atenuar os efeitos desse incidente, que faz parte das companhias aéreas”, salientou, garantindo que os salários dos trabalhadores serão garantidos no período em que a companhia estiver inoperacional. 

“O que nós queremos é acelerar rapidamente o processo de reestruturação e privatização da empresa, para que gestão fique 100% privada”, traçou. 

A companhia aérea pública cabo-verdiana está em processo de reestruturação com vista à sua privatização, tendo o Governo assinado com o grupo islandês Icelandair um contrato de gestão do negócio internacional da empresa pelo período de um ano.

O ministro disse que o objetivo é “fazer da TACV uma grande empresa na perspetiva de edificação de um hub (plataforma) de transporte aéreo de passageiros e de cargas em Cabo Verde”. 

 

Lusa

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.