Apolinário das Neves: “UM ANO DEPOIS NÃO PODEMOS BATER PALMAS… INFELIZMENTE”

5/09/2017 07:35 - Modificado em 5/09/2017 07:35
| Comentários fechados em Apolinário das Neves: “UM ANO DEPOIS NÃO PODEMOS BATER PALMAS… INFELIZMENTE”

Depois da polémica que envolveu Apolinário das Neves, Vereador da CM da Ribeira Grande de Santiago, faz-se agora o balanço de um ano da eleição dos vereadores e dos eventos actuais. Aquando da eleição, admite que tinha um programa de governação bem estruturado e muito ambicioso, com propostas concretas e uma visão de desenvolvimento real do Município, demonstrando confiança nas potencialidades do Município e nas condições para dar um salto qualitativo “esperado”.

Para isto, “basta que quem governe o Município não seja míope, tenha ideias, seja dedicado, trabalhe com afinco, não persiga munícipes, ouça os empresários, dê oportunidades aos jovens, congregue…, procure SOLUÇÕES”.

Este desabafo foi feito na rede social Facebook onde escreve que acredita que a política só faz sentido quando for para servir as pessoas, todas as pessoas, independentemente das opções políticas ou outras. Reformulou ainda o juramento que tinha feito aquando da tomada de posse da função.

Continuando a citar o edil do Fogo, não se pode dizer que “… há deveras um novo ambiente político e económico… Uma nova forma de relacionamento Câmara, Munícipes e Instituições. Uma nova forma de fazer política”. E ainda que “… vencemos o Medo e unimos as pessoas. Fala-se menos do partido”, que “… o foco passa a ser o Município e o seu progresso”. Ainda não se pode dizer que “todos têm hoje a oportunidade de participar no processo do desenvolvimento do seu Município”. Ou ainda que “as vinganças e perseguições desapareceram”.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.