“Tubarões Azuis” obrigados a vencer para se manterem na corrida e terem o apoio dos adeptos

30/08/2017 00:52 - Modificado em 30/08/2017 00:52
| Comentários fechados em “Tubarões Azuis” obrigados a vencer para se manterem na corrida e terem o apoio dos adeptos

Cabo Verde joga uma dupla jornada de classificação para o mundial. Jornada que os “Tubarões Azuis” são obrigados a vencer para poderem ainda sonhar com a qualificação. As duas derrotas nas duas primeiras jornadas deixaram Cabo Verde na última posição, ainda sem pontuar. Já foi admitido pelo capitão da Selecção Nacional de Cabo Verde, Marco Soares, que a vitória é importante nestes dois jogos para entrarem na corrida.

Cabo Verde vai jogar contra um adversário directo à qualificação e que está em melhor posição. O primeiro jogo é frente à África do Sul e será jogado no Estádio Nacional e os Tubarões Azuis devem pensar na vitória e apenas a vitória é o resultado satisfatório. Um empate pode hipotecar as hipóteses de qualificação.

Senão vejamos: Cabo Verde ocupa a última posição com zero pontos e o primeiro e segundo classificados têm ambos quatro pontos. No meio, surge o Senegal com três pontos. Duas derrotas alargariam a vantagem para dez pontos. Em caso de empate num dos jogos, sete pontos, e dois empates manteriam a distância igual para a África do Sul. O Senegal e o Burquina Faso separados por um ponto, no melhor cenário, conquistariam dois pontos em caso de empate nos dois jogos. Em caso de vitória de uma das equipas, ficarão em boa posição para o apuramento.

A Selecção Nacional ainda não precisa de calculadora uma vez que foram apenas disputadas duas jornadas. Mas em caso de um cenário de derrota, a calculadora não fará muito sentido, visto que o país não quer jogar apenas para cumprir calendário.

Este jogo também traz uma particularidade. O facto da Selecção querer fazer as pazes com os adeptos oferecendo uma vitória e, consequentemente, uma reentrada na corrida. O Presidente da Comissão Gestora da FCF já mencionou este facto pedindo uma enchente, onde foi necessária a descida do preço dos bilhetes para que a casa pudesse estar cheia. Marcos Soares pediu o esquecimento da “má fase que a Selecção” tem passado no momento. É um jogo de risco, tanto pelo valor dos pontos que estão em jogo, como pelo apoio dos adeptos nesta fase que a Selecção atravessa.

Com este facto, apenas um resultado é aguardado: a vitória, sem pressão aos jogadores.

 

Tabela actual

1 – Burquina Faso, 4

2 – África do Sul, 4

3 – Senegal, 3

4 – Cabo Verde, 0

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.