Grogue: há mais produção e comercialização ilegal do que legal

29/08/2017 02:51 - Modificado em 29/08/2017 02:51

A IGAE concluiu o trabalho de averiguação da produção do grogue e da selagem dos alambiques para o período de defeso. A lei do grogue tem como objectivo disciplinar a produção, bem como velar pela qualidade do produto.

Em entrevista à RCV, o inspector-geral da IGAE revela ainda algumas preocupações sobre a medida e como a lei tem sido seguida. Como revela, há mais produção e comercialização ilegal do que legal. São dados que a inspecção tem recolhido para apresentar à tutela “algumas medidas”.

O objectivo é fazer com que “a produção ilegal do grogue deixe de existir”. Uma questão que o inspector-geral Elisângelo Monteiro já tinha sublinhado mas que ainda continua a ser uma realidade. Sem adiantar muito sobre as medidas que a instituição pensa levar a cabo para reverter a situação, coloca, no entanto, uma data: até ao final do ano para que a produção e comercialização sejam feitas na base da legalidade.

Continua ainda a trilhar caminhos para disciplinar o sector. A mesma estação radiofónica revela que muitos ainda não cumprem a lei. E aqueles que “resistem a cumprir a lei encontram ou vão ‘responder a processos de contra-ordenação’”, e que provavelmente vão ser sancionados com coimas.

Constata que foram encontradas grande quantidade de calda por destilar. “É o terceiro ano e estamos a preparar o próximo ano e não queremos nenhuma unidade a produzir no momento em que se define a suspensão”.

  1. Vicente Ricalo

    Bem. Chamo a atenção também para a produção das cervejas Atlas e Pirates. Há muitos meses que estas cervejas tem um sabor muito diferente ( raro, mau) do que eu conheci e experimentei até há meses. E já pensei que há produção ilegal das duas, e que é esta a que se está a comercializar. Nunca falo a falar á ligeira, é o que já pensei e degustei, e como solução deixei de comprar essas cervejas.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.