Mayweather bateu McGregor e quebrou recordes milionários

28/08/2017 07:24 - Modificado em 28/08/2017 07:24
| Comentários fechados em Mayweather bateu McGregor e quebrou recordes milionários

Perante 20.000 espetadores, McGregor engrandeceu o espetáculo e a vitória de Mayweather. No seu primeiro combate de boxe a este nível, o irlandês que domina os octógonos do MMA – onde vale quase tudo – não se limitou a fazer figura de corpo presente em Las Vegas e fez sofrer o americano nos primeiros quatro assaltos.

“O combate terminou demasiado cedo, acho eu. Eu não estava tocado, só cansado”, afirmou McGregor, sem excluir a hipótese de voltar aos ringues de boxe depois de uma primeira vez em que reconheceu a superioridade do adversário: “Tive a minha hipótese, mas ele tem uma experiência tal que soube reagir e soube mudar o seu estilo. Percebo agora por que razão ganhou os seus 50 combates profissionais”.

Depois das palavras menos amistosas de parte a parte ao longo da promoção do combate, Mayweather também deixou elogios ao seu adversário. “Ele esteve bem melhor do que eu pensava, lutou variando os ângulos, é um campeão, mas eu fui melhor esta noite”, disse o americano, que estava claramente em vantagem nas pontuações dos três juízes quando o combate foi interrompido pelo árbitro.

“Foi o meu último combate e escolhi bem o adversário para a despedida. Aviso todos os jovens rapazes que me queiram desafiar, não vale a pena, estou na reforma”, sublinhou Mayweather após um combate multimilionário que lhe deverá render, segundo estimativas, perto de 350 milhões de dólares (cerca de 293 milhões de euros – ME) – 100 milhões recebidos à cabeça e o restante resultante de receitas de pay-per-view e merchandising, entre outras.

O irlandês, vencedor de 21 dos seus 24 combates de MMA, também fez o maior encaixe da sua carreira, recebendo pelo menos 70 milhões de dólares (58 ME), mas previsões mais otimistas apontam para valores entre 100 e 150 milhões (83 a 125 ME).

Para estar na primeira fila, alguns espetadores pagaram 102 mil dólares (85 mil euros). As receitas televisivas, os contratos de patrocínio e a bilheteira – que rendeu 80 milhões de dólares, segundo Mayweather – deverão ultrapassar os 700 milhões de dólares gerados em 2015 pelo ‘combate do século’ entre Mayweather e Manny Pacquiao, que viria a ser uma desilusão.

Os ‘bookmakers’ também fizerem um grande negócio, já que nunca um combate de boxe tinha gerado tantas apostas, com algumas a atingirem o milhão de dólares (838 mil euros) para um ganho final de 200 mil (167 mil euros).

 

JN

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.