POST : explosão no Madeiral e a impossibilidade de tapar o sol com a peneira

23/08/2017 06:03 - Modificado em 23/08/2017 06:03
| Comentários fechados em POST : explosão no Madeiral e a impossibilidade de tapar o sol com a peneira

O advogado José Luís Freitas Fonseca · colocou um post na seu facebook  onde aborda o caso da explosão de um engenho explosivo que matou um homem na zona do Madeiral . Demostra nesse caso a a impossibilidade de tapar o sol com a peneira

Mas não foi botija de gás, mas sim um engenho explosivo militar que atua por deflagração. Estive no local. Há restos do engenho explosivo que foram entregues a PJ, que deve cumprir o seu papel, em prol da legalidade e justiça. Em vez de se estar a justificar o injustificável, as FA deveriam fazer a limpeza dos objectos militares, que segundo se diz foram enterrados nas redondezas do local e o que aconteceu poderá repetir-se com outros pessoas da localidade que desconhecem esses aparatos militares e as crianças também poderão utiliza-los como brinquedos. Exige-se uma limpeza do local. O Estado, através das FA e o Provedor da Justiça deverão averiguar também este facto aprofundadamente, a fim de arbitar a essa família pobre uma indemnização ou pensão, pela perda do pai de família que era único ganha-pão dessa família numerosa e pobre. Senão em face dos factos, é aconselhável que a viúva e outros familiares intentem contra o Estado de Cabo Verde, uma ação de indemnização, nos termos legais. Mas eu acho que o Estado deve averiguar com seriedade o caso e assumir as suas responsabilidades pelo ocorrido e que destruiu uma família deixando viúva e filhos dependentes.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.