Victor Osório magoado do modo como as pessoas reagiram contra os órgãos eleitos da FCF

22/08/2017 07:11 - Modificado em 22/08/2017 07:11
| Comentários fechados em  Victor Osório magoado do modo como as pessoas reagiram contra os órgãos eleitos da FCF

Casa organizada, em condições de continuar a trabalhar. As coisas estão estruturadas e a FCF irá, em termos administrativos, seguir o seu rumo normal. A nossa gestão foi centrada nas pessoas que cá estão e a passagem de dossiers não terá nenhum problema, porque o Secretário-geral tem acesso a todas as comunicações com a FIFA, a CAF e outras entidades. Não há problema nenhum e há o manancial de informações que poderá facultar e ajudar a gerir a Federação.

Tudo isso está montado para competições, tínhamos e temos tudo preparado e fica a cargo da nova gestão.

Não pretendia renunciar antes de 05 de Setembro porque queria organizar os dois jogos da Selecção Nacional frente à África do Sul, mas as associações não aceitaram a proposta e optaram pela destituição de todos os órgãos da Federação Cabo-verdiana de Futebol.

Acusa Mário Avelino Donay, o ex-adversário das eleições de 2015, de tudo fazer para derrubar a direcção da Federação.

Satisfez um sonho que não conseguiu de forma legítima quando disputámos os dois a candidatura às eleições da Federação. Não conseguiu, não se conformou e não nos deixou trabalhar minando o nosso trabalho juntamente com outros parceiros e outras entidades e, finalmente, conseguiu destituir-nos. Se ele tem mérito nisso dou-lhe os parabéns, pedindo-lhe que não estrague o Futebol Nacional e que preserve tudo aquilo que tem sido feito a nível institucional.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.