Explosão no Madeiral: tudo indica que foi provocado por um engenho militar

22/08/2017 07:08 - Modificado em 22/08/2017 07:08

As autoridades ainda não apresentaram o relatório sobre as causas da explosão que no dia 13 de Agosto matou um homem na zona do Madeiral em São Vicente.  O comandante da 1 ª região militar reagiu de imediato e considerou que não se trata de um engenho militar, mas sim de uma botija de gás. Não apontou os motivos que suporta essa conclusão. Isto quando no terreno, dias antes da explosão crianças tinham encontrado um engenho que lhe foi retirado por adultos. E tudo indica que o engenho foi atirado para a o terreno onde dias depois o lavrador iria fazer a queima para preparar a sementaria. Outro facto foram encontrados estilhaços em árvores próximas do local e uma perícia poderá indicar a que artefacto pertencem os estilhaços. Outro facto que parece ir contra a hipótese que a explosão foi provocada por uma botija de gás tem a ver com o facto, segundo sites especializados ¸ que a botija de gãs não explode em contacto com o fogo[1]“ No caso do Restaurante Filé Carioca, vimos pelas imagens os Botijões sendo retirados pelos bombeiros intactos. O prédio destruiu mas o Botijão permaneceu inteiro. Ou seja, ele não explode. Apenas se houver um incêndio que aqueça o Botijão, o calor do ambiente ou das chamas aquecerá o gás dentro do Botijão aumentando a sua pressão interna. Com isso a válvula de segurança (que impede o Botijão de explodir) irá liberar o gás no ambiente alimentando o incêndio. Semelhante a válvula da panela de pressão. Em suma, Botijão não explode nem em um incêndio  “. Mas o relatório as causas do acidente irá certamente mostrar o que causou a morte do lavrador. O que se sabe e foi denunciando por este online em 2015 e que que o inquérito realizado pela FAs para apurar as causas do acidente que matou um pescador já sabe da causa que levaram o engenho a explodir e é bem simples: não foi detonado. Esse relatório aponta que vários engenhos explosivos “foram enterrados sem serem detonados”.

  1. Pedro

    Sou contra mentiras. Se for um engenho militar que se assuma e pronto e depois que se apure as responsabilidades. Agora vir com mentirinhas é ERRADO.

  2. NS-1

    Desculpe senhor articulista: pode ser verdade que se trate de um engenho militar mas não concordo quanto a sua afirmação segundo a qual botijas de gás não explodem durante os incêndios.
    Aqui no Sal, em dois incêndios ocorridos nos bairros de lata de alto Santa Cruz e Terra Boa houve explosão de várias garrafas de gás que as pessoas utilizavam para cozinhar.
    As botijas vazias é que não explodem por razões obvias.

  3. Maurino C.B. Delgado

    ´Se se vier a provar que o material explosivo pertencia às forças armadas, os familiares da vítima devem ser indemnizados. A afirmação de que a botija de gás não explode em contacto com o fogo, deve ser melhor esclarecido. O que eu tenho ouvido de especialistas da área é o seguinte: se uma garrafa de gás pegar fogo não explode porque está apetrechada com uma válvula de segurança que deixa o gás escapar aos soluços enquanto o gás vai sendo consumido pelas chamas.Mas que o grande risco de explosão dá-se quando as garrafas de gás são envolvidas por um incêndio e que explodem com o efeito de uma bomba de uma violência brutal.

  4. Carlos Silva

    Se se derem ao trabalho de tirar cinco minutos do vosso tempo e pesquisarem na net ficaram esclarecidos que as botijas de gás nunca explodem quando expostas ao fogo e para terem a certeza disso procurem os bombeiros, a shell ou a enacol e terão a explicação do porquê que as garrafas de gás não explodem.
    esse tal caso no Sal seria o 1º na história no mundo. A botija de gás pode explodir se for atingido por projéctil mas nunca por estar exposto ao fogo. A construção das botijas de gás segue parâmetros mundialmente recomendado para não explodirem ao contacto com o fogo. Pesquisem pelo amor de Deus, vão lá a trás de informações, não acreditem em tudo. Ja falei que não explode, vai procurar informações e me contrarie com factos.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.