Homicídio de idosa em Pedra Rolada: 15 anos de prisão e uma indemnização de três mil contos aos familiares da vítima

22/08/2017 06:59 - Modificado em 22/08/2017 06:59
| Comentários fechados em Homicídio de idosa em Pedra Rolada: 15 anos de prisão e uma indemnização de três mil contos aos familiares da vítima

Um ano e dois meses depois, o Tribunal da Comarca de São Vicente condenou Elton Dias e Ivan Cabral, dois jovens naturais de São Nicolau pelo homicídio de Ana Evangelista Dias, assassinada dentro da sua residência.

O mais jovem, Elton Dias, de 20 anos, foi condenado a uma pena, no computo geral, de quinze anos e dez meses de prisão efectiva, por ter ficado provado durante o julgamento que “estava” à frente do ocorrido e Ivan Cabral, de 22 anos, com a pena de quinze anos e dois meses.

Ambos foram julgados e condenados pelo homicídio de Ana Dias, com pena de treze anos e oito meses para Elton Dias e treze anos para Ivan Cabral.

Pelo crime de roubo, ambos receberam a pena de quatro anos. O tribunal refuta a tese apresentada pelos jovens de que a janela da casa da idosa estava entreaberta na altura do crime, tendo como base as declarações de familiares e vizinhos que afirmaram que esta vivia sozinha e fazia sempre questão de manter a sua segurança.

Durante a leitura da sentença imputada aos dois jovens, o Segundo Juiz do Tribunal de São Vicente teve em conta a natureza “fria e calculista” com que se procedeu ao roubo e consequente homicídio e não tendo nenhuma atenuante, pois ambos afirmaram estarem drogados na altura, o que não conta para atenuar a pena.

O crime

A idosa, de aproximadamente 71 anos, conhecida por “Nha Ana”, foi vítima de assalto seguido de homicídio dentro da sua residência, no bairro de Pedra Rolada onde, para além de ter perdido a vida por menos de sete mil escudos em dinheiro, lhe roubaram um brinco que lhe foi retirado da orelha.

De acordo com os arguidos, na altura do julgamento, estavam numa “paródia” e, depois de consumirem “erva” e “pedra”, ficaram extasiados e com vontade de consumir mais. Seguiram para a casa da vítima, onde encontraram uma janela aberta no rés-do-chão e resolveram entrar para ver se esta tinha algum dinheiro dentro de casa.

Depois de terem sido surpreendidos pela idosa, o mais novo, Elton, declarou ter atacado a senhora imobilizando-a com um lençol nos olhos para que não visse os invasores. O Tribunal considerou “como fria” e calculista a actuação da dupla, apesar de terem garantido que a vítima ainda estava viva no momento em que abandonaram a casa.

O assalto aconteceu  na noite de sábado, 11 de Junho de 2016, quando a senhora se encontrava sozinha em casa. O corpo só foi encontrado por volta das 11 horas da manhã de domingo quando os vizinhos deram pela falta da idosa que acordava sempre cedo.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.