Devido ao estratagema  das chaves escondidas Ultramarina pode ter a sua terceira final

17/08/2017 05:53 - Modificado em 17/08/2017 05:53

Depois de ter marcado “cover” no final de semana passada,  e de destas vez  as chaves do estádio não terem desaparecido , o clube de São Nicolau entra em campo no próximo domingo, 20 de Agosto, para a primeira mão da final do Nacional que esteve embrulhado até então e que dá ao clube da Ilha de Chiquinho a possibilidade de disputar, pela terceira vez, a final do Nacional.

Disputou pela primeira vez a final em 1996, tendo perdido contra os Trovadores e a segunda presença foi em 2003 tendo, mais uma vez, perdido frente ao Académico do Sal.

O estádio municipal Orlando Rodrigues, no Tarrafal de São Nicolau, onde começou toda esta confusão do futebol nacional, recebe pelas 16 horas a primeira mão do encontro entre o Ultramarina e o Sporting da Praia, agendado pela Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF). Espera-se que as chaves  do estádio estejam bem guardadas .

No entanto, ainda falta o posicionamento do Sporting da Praia. É que a equipa da capital já tinha anunciado a sua indisponibilidade para disputar qualquer um dos dois jogos da final do Campeonato Nacional de Futebol depois de 31 de Julho.

Com esta decisão do outro finalista, Cabo Verde corre o risco de ficar sem um campeão nacional de futebol nesta época desportiva, algo que não acontecia desde 1985, tendo a direcção argumentado que o “mais prejudicado” com a situação é o Sporting da Praia.

Por outro lado, o Mindelense ameaça avançar com um pedido de impugnação do Campeonato Nacional de Futebol. Em entrevista à RCV, o Presidente da Direcção do Clube, Daniel Jesus, disse que já estava à espera desta fase, tendo em conta as incidências que originaram “este circo”.

A marcação do jogo acontece depois de um pronunciamento do Conselho de Disciplina, isso depois da não comparência do Mindelense em São Nicolau para a repetição do jogo da primeira mão. Todavia, a não comparência não justificada do clube em jogo oficial, segundo a Federação, implica uma punição com pena de derrota e com uma pena de multa de 15 mil escudos.

O programa da Federação aponta ainda para a semana seguinte o jogo da segunda mão na Cidade da Praia.

  1. verdade

    Posso estar enganado, mas penso que a Ultramarina venceu 2 X 0 em São Vicente. E, já agora, que tal um pouquinho de imparcialidade jornalística?

  2. Antonio.Fortes

    Aquí o broblema e que querem destronar o mindelenss do seu trono a todo custo e a maior equipo de cabo verde de sempre e será siendo todos os clubes deveria posicionar a este palhassada da federacao e nao ir a traz de d,! ,,,

  3. H Cruz

    SN fica no norte de CV

  4. Julio Goto

    … o problema nao Sao os 2 Golos ou golinhos da Ultramarina.
    A misteriosa Chave e a tranca na boca dos participantes que boicotaram o jogo da 1. Mao pesa mais que a vitoria .
    Que haja justica !

  5. Sanicla

    Mais respeito no tratamento jornalístico de certas questões para que o texto seja considerado mesmo uma notícia.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.