Por isso, o executivo acredita que oferecer o serviço de transporte pode ajudar a montadora a levantar dinheiro muito mais rápido. “A amortização do custo vem pelo fato de não precisar pagar um motorista. Você pode ter uma amortização muito rápida, então nosso esforço está primeiro em táxis-robôs de nível 4 e 5. A comercialização vai acontecer entre 2020 e 2025 onde iniciarmos o projeto”, acrescentou.

Os carros autônomos da Mercedes serão disponibilizados ao público, de acordo com a visão de Kaellenius, apenas quando os custos baixarem e o interesse dos consumidores for grande.