Sãovicentinos orgulham-se da conquista dos Tubarões Azuis

15/10/2012 00:00 - Modificado em 17/10/2012 07:18

Na ilha de São Vicente várias pessoas saíram à rua para festejar um facto inédito: Cabo Verde conseguiu pela primeira vez o acesso a fase final do Campeonato Africano das Nações. Pelo que o centro da cidade e dos bairros coloriu-se com as cores da bandeira nacional para se festejar a concretização de um desejo há muito aguardado.

 

Os sãovicentinos estão a desfrutar da vitória de Cabo Verde, contra uma selecção que a priori era considerada poderosa, pelo facto de ter conquistado a CAN por duas vezes. Mas a verdade é que os Camarões, conhecidos por “Leões Indomáveis” foram domados pelos Tubarões Azuis, que desde da primeira hora viu o seu povo dar a cara numa luta que era de todos.

Jairson Santos, de cachecol ao pescoço em ritmo de festejo afirmou que “é com a alegria que vejo o meu país chegar a competição mais importante do futebol africano. Este feito histórico era aguardado há muito tempo por todos os cabo-verdianos. Sendo verdade que toda a comitiva da selecção respondeu com dignidade ao nosso apoio e deram-nos o privilégio de festejar esta conquista abre Cabo Verde um novo horizonte no futebol mundial”.

A luta pelo acesso a fase final da CAN2013, na África do Sul chegou ao fim e Cabo Verde aplicou um KO nos Camarões, que viu regressar o seu capitão, Samuel Eto´ó, o jogador mais bem pago do mundo. Mas em São Vicente, alguns cidadãos dizem que não temeram o regresso desse jogador, uma vez que os Tubarões Azuis souberam dar um bom trato a ementa apresentada pelo sorteio da CAF, Confederação Africana de Futebol.

Amândio Sousa e Ricardo Lopes hastearam a bandeira de Cabo Verde às costas e saíram para festejar o triunfo cabo-verdiano. Segundo Amândio e Ricardo “os Camarões eram considerados favorito nesta eliminatória. Porém desde do início os nossos jogadores mostraram lhes que tinham a faca e o queijo na mão. Pelo que saborearam o adversário da melhor forma e eles tiveram que buscar reforços, como o Eto´ó para o segundo jogo. Mas Lúcio Antunes reservou um antídoto na defesa que impossibilitou o Eto´ó de ser o salvador da pátria”.

Questionados sobre a exibição de Cabo Verde nesta última eliminatória, alguns sãovicentinos afirmam que os jogadores e equipa técnica estiveram a altura daquilo que era um desígnio nacional: garantir o acesso a fase final do CAN. Por outro lado desvalorizam a derrota sofrida em Yaoundé, mas dizem que “fizemos um jogo personalizado, com boa sintonia entre os sectores da defesa, meio-campo e ataque. Agora caberá a equipa técnica dar continuidade ao excelente trabalho e fazer alguns reajustes para podermos fazer boa figura em África do Sul”.

  1. José. Chantre

    Obrigado ao notícias pelo destaque que deu a forma como os mindelenses festejaram a vitoria da nossa selecção . Ao contrario da TCv que nao mostrou uma imagem dos festejos

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.