Mindelense não aceita voltar a jogar os jogos da  meia-final

2/08/2017 07:48 - Modificado em 2/08/2017 07:48
| Comentários fechados em Mindelense não aceita voltar a jogar os jogos da  meia-final

Depois de ter visto anulado o processo contra o campeão de São Nicolau, revogado o resultado do jogo das meias-finais e consequente repetição das mesmas e prorrogada a presente época desportiva de futebol, o tetracampeão nacional, o Mindelense, posiciona-se contra esta atitude e apresenta diversos argumentos que sustentam a sua decisão, entre eles, a dispensa dos jogadores, bem como motivos financeiros.

O Presidente do clube campeão de São Vicente evoca diversas razões contra a prorrogação da época futebolística 2016/2017 mostrando, no entanto, disponibilidade para a resolução do problema causado pela FCF, sem que esta passe por tal medida.

Através de comunicado, a FCF justifica esta decisão como forma de garantir os princípios da verdade e da ética desportiva que determinaram o não apuramento do finalista dessa meia-final.

Como consequência desta decisão, a eliminatória será repetida, tendo os clubes que realizar os jogos da 1ª e 2ª mãos para a definição do segundo finalista do Nacional de Futebol, uma vez que o Sporting da Praia está à espera do Mindelense ou do Ultramarina que jogaram apenas a segunda mão das meias-finais, pois no dia 27 de Junho, o primeiro jogo não aconteceu devido ao extravio das chaves do Estádio Municipal. Em São Vicente, na disputa do jogo da 2ª mão, o Ultramarina venceu por 2-0.

Daniel de Jesus afirma que o Mindelense não tem condições para aderir à decisão da FCF. “Ter estado sem competir há cerca de um mês traz diversas implicações, seja de ordem física ou motivacional, seja emocional”, adianta o líder do clube que assevera que pelo somatório destas razões, o Mindelense não poderá estar presente em mais qualquer jogo que venha a ser calendarizado para uma suposta prorrogação da época desportiva, uma medida que foi tomada sem consultar todas as partes interessadas no processo.

Questiona ainda a decisão da Federação em se ter reunido com a direcção do Sporting da Praia e deixado de lado, o Mindelense, “parte principal deste imbróglio”. Isso conforme adianta, mostra a incapacidade da FCF em resolver este problema.

De relembrar que os jogadores do clube já se encontram dispensados para auferirem das p férias, portanto, o clube não está em condições de retomar a competição.

No entanto, tendo como interesse geral o Campeonato Nacional de Futebol e o particular do Mindelense em se tornar pentacampeão, o clube mantém-se aberto e disponível para encontrar uma solução que se mostre razoável e que não implique a prorrogação da época.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.