“Crazy Style” quer deixar sua marca com “teoria e prática”

28/07/2017 01:52 - Modificado em 28/07/2017 15:40
| Comentários fechados em “Crazy Style” quer deixar sua marca com “teoria e prática”

“Crazy Style”, numa tradução literal, significa “estilo maluco”. E foi esta a denominação que Sné, Orgari e Raff deram ao grupo de rap que criaram há dez anos, tendo Raff entrado no grupo pouco tempo depois. Como conta Sné, na altura eram amigos que passavam o tempo andando de skate e fazendo grafites nas paredes. E as pessoas começaram a dizer, como conta, que tinham estilo de pessoas malucas num tom de gozo e, assim, surgiu a designação “Crazy Style”.
O grupo marca pela sua forma de fazer rimas. “Queremos deixar a marca com as nossas rimas. Queremos algo de diferente fazendo um esquema rimático distinto, não algo que nunca tenha sido feito, mas que é pouco usado, como rimas intercaladas”. Esta é a marca com que o grupo vem acostumando os seus ouvintes. Sné sublinha que têm conseguido no seu intento, mas que vão aperfeiçoando a própria imagem de marca com o tempo.
O grupo prepara o seu primeiro trabalho, “teoria e prática”. Depois de um trabalho a solo de Sné e de uma colaboração de Raff no projecto “linhas soltas”, os dois artistas recuperam um projecto do grupo para colocar à disposição do público. “Já o tínhamos preparado há algum tempo, gravámos as músicas mas, infelizmente, perderam o projecto. Fomos regravar as músicas e como são boas músicas, com qualidade, queremos promovê-las”, sublinha Sné.
Um trabalho em que o grupo coloca muito foco. Primeiro, pelo facto do grupo estar a completar dez anos de existência e, segundo, para fazer uma homenagem ao irmão de Raff, já falecido.
Sobre “trabalho e prática”, “temos apenas músicas criativas e diferentes que nunca foram abordadas ou que abordámos de forma diferente”. Um exemplo desta criatividade está na faixa “ginásio mental” que demonstra uma preocupação actual com o físico. “Na música dizemos que em vez de nos preocuparmos apenas com o físico, devemo-nos preocupar com a parte intelectual e que nos devemos lembrar de exercitar a mente indo para a biblioteca, lendo um livro ou mesmo escrevendo uma letra de música”.
Esta criatividade e a inovação de rimar nas músicas, prende-se com o facto, como diz Raff, da vontade de fazer coisas diferentes e, assim, de mudar algo nesta geração. Neste trabalho não há nenhuma participação. Somente os dois rappers com as suas rimas em cima dos beats.
Para o futuro próximo, o grupo, que agora está separado porque um dos elementos está a residir em Portugal, pretende voltar com um novo trabalho com rimas e beats, todos feitos pelo grupo.
O Crazy Style surge como um subgrupo do Monte Sossego Família (MS FAM) que tem marcado a sua presença no movimento Hip Hop como um dos guardiões do estilo underground.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.