Académica do Mindelo abdica do recurso no caso Ken

26/07/2017 04:17 - Modificado em 26/07/2017 04:17
| Comentários fechados em Académica do Mindelo abdica do recurso no caso Ken

O caso remonta ao mês de Abril deste ano quando o Conselho de Disciplina decidiu retirar 15 pontos à “Micá” do Mindelo dando razão assim ao recurso apresentado pelo Derby junto da FCF, sobre a suposta má inscrição do guarda-redes Ken. Sabe-se agora que a Académica que estava inicialmente disposta a ir até às últimas consequências, decidiu desistir do recurso. 

Inicialmente, a Académica garantiu que ia apresentar um recurso junto do Tribunal Civil, mas esta entidade entende que não está vocacionada para liderar com questões de direito do foro desportivo e recusou o processo.

Sem mais por onde recorrer internamente, a “Micá” do Mindelo desistiu de ir até às últimas consequências, como afirma o Presidente do clube, Manuel Cabral, que tentou chegar ainda junto do Tribunal Arbitral mas o clube teria de suportar uma despesa de 4 mil contos.

O Presidente do clube questiona a FCF e o seu Presidente Victor Osório, se sabiam ou não que Ken, o jogador em causa, tinha outro nome e outra data de nascimento? O guarda-redes inclusive já foi convocado para jogos da selecção principal de Cabo Verde. Tendo isso em conta, estranha que a mesma FCF, venha punir a “Micá” por utilizar o nome e a data de nascimento verdadeiros do jogador.

 Ainda no âmbito deste processo, recorde-se que o guarda-redes foi castigado na altura com 5 meses de suspensão, isto por alinhar por duas equipas distintas e com recurso a dois documentos com dados de identificação diferentes (Bilhete de Identidade e Passaporte).

 

Fonte GreenSports

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.