Debate da Nação: As duas faces de um mesmo país.

25/07/2017 01:40 - Modificado em 25/07/2017 01:40
| Comentários fechados em Debate da Nação: As duas faces de um mesmo país.

O debate sobre o Estado da é o principal ponto da agenda do Parlamento para a sessão de Julho. O debate surge num período em que a oposição começa a pedir resultados palpáveis dos primeiros tempos de governação do MpD. Com a mudança de Governo, houve um período de “estado de graça” para a adaptação e implementação de medidas.

O “estado de graça do Governo terminou” e o pedido é o de resultados das medidas. No último debate sobre o Estado da Nação, Ulisses Correia e Silva via “um país que não cresce economicamente, com muito desemprego e níveis de pobreza elevados com assimetrias regionais muito elevadas nos indicadores socioeconómicos”. Era sobre estes aspectos que pretendia trabalhar para mudar.

Para este debate, o discurso muda de tom quando afirma que o Governo vai “mostrar que estão no caminho certo” e que “já há reformas importantes para as metas que querem atingir”. Crescimento económico, capacidade de geração de riqueza e rendimentos das famílias, foram os aspectos frisados pelo Primeiro-ministro à imprensa.

O discurso do Governo e do MpD tem sido um discurso optimista sobre as perspectivas de desenvolvimento económico do país, com confiança nas medidas levadas a cabo pelo Governo. O discurso do deputado do MpD, Luís Carlos Silva, no Parlamento sobre o acordo de concertação social é o reflexo da confiança do MpD para a legislatura.

O debate terá de um lado, o Governo e um MpD confiante nas medidas e na actuação do Executivo e, do outro lado, uma oposição à espera de respostas para as questões urgentes do país. Segurança, emprego, crescimento económico, transportes, onde se inclui ainda a questão das ligações marítimas sem esquecer o processo da TACV.

O Estado da Nação para o MpD é “bom e recomenda-se”. E, para este partido, o Governo levou o seu tempo para resolver os problemas deixados pelo governo anterior. Também apresentou soluções com melhoria no quadro de ambiente de negócios e na criação de emprego. Neste sentido, o MpD tem apoiado as medidas do Governo, sendo o seu suporte no Parlamento.

Tratando-se de um tema sensível, a visão dos partidos tem sido diferente. O PAICV, no lançamento do debate, afirma que o Governo não tem conseguido agir à altura das expectativas que criou na população e não tem conseguido implementar medidas satisfatórias. A UCID que está também na oposição e que deu o voto de confiança ao Governo no início do mandato, começa a manifestar sinais de preocupação com a falta de medidas mas também de resultados concretos com impacte na vida das pessoas.

A estas preocupações a JPAI, já veio manifestar as suas preocupações. Falando sobre os “problemas que afectam a juventude”, sublinha o desemprego e os cuidados que o Governo tem tido com a juventude, questionando a falta de uma entidade que trate directamente com a juventude.

Visões do desenvolvimento diferentes do país que estarão em debate esta quinta-feira.

 

Debate

O pedido dos dirigentes políticos tem sido no sentido de que seja realizado um debate sério, profícuo sobre o Estado da Nação em busca de subsídios para a sua melhoria. Um debate em que se esperam resultados e de onde podem sair linhas orientadoras do que pode ser feito melhor. Nos últimos debates têm ocorrido a comparação entre os governos do PAICV e do MpD, fazendo com que o debate gire em torno deste tema. A inclusão dos anos noventa nos debates não tem sido tão frequente como anteriormente.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.