Professor acusado de violar aluna na ilha do Maio condenado a três anos de pena suspensa

21/07/2017 00:44 - Modificado em 21/07/2017 00:44
| Comentários fechados em Professor acusado de violar aluna na ilha do Maio condenado a três anos de pena suspensa

O Tribunal da ilha do Maio condenou a uma pena de três anos sob pena suspensa o professor acusado de ter agredido sexualmente uma aluna na ilha do Maio.

Conforme noticiou a RCV, a decisão do Tribunal colocou em liberdade o professor que agora cumpre uma pena suspensa. O caso veio a tona através de uma denúncia feita pela mãe da menor directamente a Ministra de Educação, isto na sequência do lançamento do Livro “Grito no Silêncio – Pedófilia Abuso Sexual e Sociedade Cabo-verdiana” para acusar um professor escola secundária Horácio Silva de abusar sexualmente da sua filha menor.

Após o processo de investigação do caso de violação sexual contra a menor o suspeito foi suspenso das suas funções pelo Ministério da Educação. Volvidos mais de sete meses em prisão preventiva, foi lida a sentença onde o arguido foi condenado a três anos de pena suspensa.

Segundo os dados do Estudo Nacional de Enfrentamento da violência Sexual contra crianças e Adolescente, Cabo Verde regista um caso de agressão sexual contra menores por semana. A tendência de aumento vai  para as ilhas, do Fogo, Santiago e São Vicente, Santo Antão e Sal.

As instituições com crianças e lutam pelos seus direitos, a justiça sobretudo prometem mão pesada sobre os criminosos. No entanto não se sabe em que moldes foi decretado a medida de coação.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.