População preocupada com assaltos em São Vicente

19/07/2017 00:50 - Modificado em 19/07/2017 18:14

Os assaltos nalguns estabelecimentos comerciais no segundo fim-de-semana deste mês mostram que os bandidos estão cada vez mais ousados. Foram três os locais assaltados só neste mês, algo pouco habitual por estas bandas, mas com o aproximar-se de datas festivas, conforme alguns cidadãos, os assaltos, roubos e furtos começam a aumentar, porque “estão à procura de dinheiro para festejar no Verão e nas diversas festas que estão por aí, juntamente com o Festival da Baía das Gatas”.

Este cidadão afirma que sempre por esta época começa-se a ouvir falar de roubos, de assaltos, mas não é normal ouvir falar de roubos à mão armada e também com o apoio de motocicletas, caso do furto ocorrido no supermercado Fragata Dom Luís.

A fragilidade destes locais que sempre passaram uma sensação de maior segurança à população tem ficado mais evidente a cada dia que passa. Algumas pessoas dizem que circulam com medo e alguns funcionários das lojas assaltadas receiam que os bandidos voltem. Desde o começo do mês, já foram registados pelo menos três assaltos.

Os supermercados sempre foram considerados locais com mais segurança devido à existência de uma equipa de segurança privada. “Com os últimos acontecimentos, isso foi colocado à prova e tem feito com que estas lojas repensem a segurança”, declara Davilson Fortes.

No entanto, acredita nas possíveis condições de melhoria neste segmento, contudo, avaliam que a situação pode piorar e que é preciso agir. Propõe um policiamento mais intensivo porque as pessoas podem ficar reféns da situação de insegurança e impotência

“Não temos uma segurança pública efectiva. O comerciante que quiser segurança tem de investir do próprio bolso, pois os impostos pagos não estão a ter retorno para as coisas básicas”, critica.

Os assaltos estão a ocorrer em plena luz do dia e, apesar de todo o trabalho de investigação da polícia, falta encontrar os criminosos responsaveis pelo furto no Supermercado Fragata Dom Luís. Daí os caso estar sob investigação e não há qualquer pista concreta. A Polícia acredita que havia pessoas no local que presenciaram ao acto, mas que têm medo de denunciar.

Um suspeito se encontra em prisão preventiva, acusado do assalto à casa de câmbio na Rua Ferreira Fortes, no dia 10 de Julho, bem como o responsavel do roubo no Supermercado RVM, na Praça Estrela, que foi detido em flagrante delito.

Além de assaltos a estabelecimentos, este online soube de supostos casos de assaltos ocorridos nalgumas moradias nos bairros, mas que não existe nenhuma queixa na Polícia, apenas têm sido alvo de comentários por alguns moradores que receiam serem os próximos. Para evitar que as suas moradias sejam assaltadas, muitos vivem sob uma protecção de grades e, noutras casas, vidros bem afiados servem de espigas nalgumas paredes de forma a intimidar os mais corajosos e ousados.

  1. Assaltos nunca deixaram de existir em S.Vicente, alguns anos atrás foram piores com caçu-body e pessoas com medo de sair à rua isto é em todas as zonas, graças à back esses casos diminuiram com bom desempenho das forças policiais.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.