Olavo Correia: Os servidores públicos vão começar a prestar contas

18/07/2017 07:42 - Modificado em 18/07/2017 07:42

O Ministro das Finanças, Olavo Correia, defende que é preciso cobrar responsabilidades aos servidores públicos “pelos erros e omissões na prestação de contas dos erários públicos”. Declarações feitas durante uma formação sobre o “reforço da responsabilização e autonomia dos fundos e serviços autónomos e institutos públicos”, no sentido de reforçar o rigor e a transparência na gestão da coisa pública.

Para o Ministro, quem assume as responsabilidades na administração pública, directa ou indirectamente, “tem de saber, desde o primeiro dia, que está obrigado ao dever da prestação de contas”, reconhecendo que falta a cultura de prestação de contas a este nível, mas que “não pode continuar”. Neste aspecto, afirma que o dinheiro é dos contribuintes e que existe esta obrigação de prestação de contas. E quem não prestar contas dentro do tempo estipulado pela lei, “tem de passar a ser responsabilizado pelos erros e pelas omissões”.

Pede mudança de atitude na administração pública, ainda que tenha de ser formatada, para se tornar mais eficiente e célere na prestação de um bom serviço. “Porque a Administração existe não para servir o Governo, mas sim os cidadãos”, disse o Ministro.

Site: governo.cv

  1. CARLOS

    PRIMEIRO OS POLITICOS A PRESTAR CONTA DEPOIS OS GESTORES PÚBLICOS. DEPOIS OS GESTORES DO NAVIO PRAIA DAGUADA QUE JÁ GASTARAM MILHARES DE CONTOS NA REPARAÇÃO SEM SUPERVISÃO DAS FINANÇAS. QUASE UM MIHLÃO DE CONTO. DAVA PARA COMPRAR UM PRAIA DAGUADA NOVINHO EM FOLHA.

  2. CARLOS

    DEPOIS SERÁ O ANTIGO PRESIDENTE DA AGENCIA MARÍTIMA JOSÉ MANUEL FORTES A PRESTAR CONTA DA SUA PASSAGEM PELA AGENCIA MARÍTIMA. VIAJAVA 3 VEZES POR SEMANA PARA A PRAIA COM A AJUDA DA MINISTRA SARA LOPES E DO ANSELMO FONSECA. E MORAVA NUMA CASA MOBILADA PAGADA PELO MINISTÉRIO 70MIL ESCUDOS POR MÊS DURANTE MAIS DE 2 ANOS.

  3. CARLOS

    O LAMBEDOR DO JORGE PAIVA, PRESIDENTE DA FAST FERRY TAMBEM VAI PRESTAR CONTA NA CADEIA. COMO É QUE ELE CONSEGUE GASTAR TANTO DINHEIRO NO NAVIO PRAIA DAGUADA. DAVA PARA COMPRAR UMA NAVE ESPACIAL PARA IR ATÉ MARTE. NÃO FAZ NADA E RECEBE 550 CONTOS NA MÃO SEM CONTAR COM AS REGALIAS.

  4. José Tavares

    Gostei desta recomendação.Só que em Cabo Verde muitos se escondem atrás do partido no poder para fugirem às responsabilidades em termos de prestações de contas e são cobertos muitas vezes, de forma vergonhosa.Outros fazem-se eleger e para se tornarem,pois há cobertura legal.

  5. Dimerca

    Essa atitude terá que ser desenvolvida pois por existir o utente existem os funcionarios publicos, Não é o contrario, 0 que infelizmente esta impregnado na mente de todos os servidores (do estado?) público. Oxala que assim seja e que continue para o melhoramento de algo que ha muito vem-se esperando. Aqui no Consulado de Boston precisa-se rapidamente dar inicio a este processo.

  6. João

    Não se esqueça Senhor Ministro que as más decisões são sempre tomadas pelos Ministros que querem resolver as questões a todo o custo. Mais tarde quem paga é o pobre do pessoal dirigente.

    Os Ministros devem todos receber formação em questão da gestão da coisa publica para não estarem a impor e a abrigarem os directores a executarem tarefas na maior parte das vezes com despachos via viber ou por telefone para não ficar nada registado

  7. SEMPRE ATENTO

    QUANDO É QUE VÃO ACABAR COM OS “COMPADRES E MANOS” NOS SERVIÇOS DO ESTADO? Na lógica de proteger/beneficiar camaradas, amigos e familiares, alguns gestores passam por cima da Lei.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.