Feira de Tattoo de São Vicente: um evento para valorizar a arte

14/07/2017 04:30 - Modificado em 16/07/2017 23:21
| Comentários fechados em Feira de Tattoo de São Vicente: um evento para valorizar a arte

A arte de eternizar desenhos na pele ganhou um dia especial em Mindelo, São Vicente, com a primeira Feira de Tattoo de Cabo Verde, e terá como palco o Ginásio Energia este sábado e domingo, 16 e 17 Julho. A proposta é divulgar e valorizar o trabalho autoral. E depois de São Vicente, caso tudo dê certo, próxima paragem, o Festival de musica do Sal.

São eles, Fábio, Tony, Tin, Gringo, João, Juliano.

O evento prevê a aplicação de diversas tatuagens pequenas, por um preço reduzido, critério de cada tatuador. Uma ideia segundo Eder Castro e Mara Oliveira, que será uma primeira experiencia pensada por Mara e Fábio, tatuador italiano que vive na ilha do Sal, com a “ideia correr ilhas de nível nacional, com São Vicente a ser primeira ilha, em colaboração com outros tatuadores de São Vicente e Santo Antão”, afirma Eder Castro.

Eder Castro, representante do Ginásio Energia e amante da arte diz que a iniciativa é dar a conhecer trabalho de cada um dos tatuadores que estarão presentes no local, e mostrar também que não é preciso sair do pais para ter uma boa tatuagem, ou seja tatuadores locais podem ser a melhor escolha de quem quer fazer símbolos, homenagens, letra, tinta, cor, amor eterno. Arte no corpo, com temas infinitos. Sem distinção de raça, cor, credo, etnia. Pode ser chamada de tattoo, simplesmente, tatuagem.

Juntar diversos artistas, coma ideia de fazerem uma tatuagem com o preço menor daquilo praticado nos estúdios e depois fotografar as obras e expô-las na internet, bem como fazer portfolios para que quando chegarmos noutras as pessoas já terão uma ideia daquilo que podem esperar.

Além de dar visibilidade aos tatuadores locais, “diluir o pensamento de que fazer tatuagens boas só fora de Cabo Verde”, por isso, a organização quer montar um grupo sólido de tatuadores e percorrer Cabo Verde de cima a baixo, para mostrar a sua evolução e talento dos mesmos”, esclarece Mara Oliveira.

Uma troca de troca de experiência entre si, e mostrar o porque do preço praticado dentro dos estúdios, tendo em conta a importação dos materiais, a deslocação para fora de Cabo Verde para formações, entre outros aspectos.

Será num ambiente de convívio para todos os interessados, com música e comida.

Sobre o reconhecimento da arte, estes afirmam que este tem evoluído muito nos últimos anos e tem um futuro promissor.

Queremos que seja uma bomba, em termos de publicidades feitas temos tido bom feedback e que as pessoas apareçam e gostam para podermos repetir a dose.

Elvis Carvalho

Jornalista Estagiário

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.