Eleane Fernandes: entre o ténis e futebol

13/07/2017 04:43 - Modificado em 13/07/2017 12:39
| Comentários fechados em Eleane Fernandes: entre o ténis e futebol

Eleane Fernandes, a nova campeã regional de ténis de São Vicente, divide o amor entre o ténis e o futebol, onde se sagrou esta temporada bicampeã regional de futebol sénior feminino pelo Club Sportivo Mindelense.

Após 1h:40 minutos de partida disputada na quadra principal do Club Ténis do Mindelo, a jovem de 19 anos conquistou o título e destronou a sua adversária, ex-detentora do título, Jacira Lima, ao vencer por dois a zero, pelos parciais de 7×6 e 6×3 sagrando-se, pela 1ª vez, campeã regional de São Vicente 2017.

Eleane Fernandes já fora por três vezes vice-campeã regional, tendo agora conquistado o almejado troféu. E, com a conquista do regional organizado pela Associação de Ténis de São Vicente, Eliane Fernandes tem entrada directa no Campeonato Nacional de Sénior Feminino, ao lado de Jacira Lima, a disputar-se entre os dias 25 a 30 de Julho em São Vicente.

Residente na zona de Rua de Coco, no Mindelo, a jovem conta que a paixão pelo desporto despoletou na sua vida desde criança e o amor à bola (futebol) e à raquete foram mais fortes, pelo que decidiu responder ao chamamento e investir nas duas modalidades e, esta época, que ainda não terminou, está em grande com a conquista dos títulos regionais em ambas as modalidades

Sobre a conquista do seu primeiro troféu no ténis, Fernandes diz que foi um campeonato intenso e este “campeonato sempre será especial para mim por ter sido o meu primeiro título. Estou muito, muito, muito feliz”, avançou a campeã.

 

Modalidade: Ténis

Notícias do Norte: Quando começou a jogar ténis?

Eleane Fernandes: Tinha nove anos e, desde então, não parei. Já lá vão dez anos. Quando surgiu a oportunidade de jogar ainda criança, aproveitei em jeito de brincadeira. Depois, o Luís Melo, o meu treinador actual, deu-nos uma bola para brincarmos e comecei a praticar. Antes não levava a sério, era mais uma brincadeira, uma paixão, mas uma brincadeira. No entanto, quando comecei a evoluir, vi que era algo que poderia praticar com mais responsabilidade, mais objectividade e comecei a levar a sério.

Notícias do Norte: O ténis foi a primeira opção?

Eleane Fernandes: Não é uma questão de opção, mas sim de paixão. O futebol entrou na minha vida primeiro e o ténis mais tarde, mas o amor pelos dois não se compara, cada um é uma paixão com os mesmos objectivos, ser a melhor.

Notícias do Norte: Como foi vencer o título?

Eleane Fernandes: Muita alegria. Vim para ganhar, acreditei e consegui. Joguei a final contra uma boa adversária, sabia que não era nada fácil, mas sempre respeitei a minha adversária e consegui o meu objectivo. Venci todos os jogos.

Notícias do Norte: Como tem sido o percurso?

Eleane Fernandes: Muito difícil. Ao longo destas temporadas deparei-me sempre com grandes adversárias, mais fortes, com mais maturidade também, mas comecei a trabalhar mais e a ganhar mais consistência dentro do campo e a evoluir a cada ano e há quatro anos comecei a participar em torneios e disse-me a mim mesma que este ano tinha de ganhar, porque há três anos consecutivos que vejo o título a escapar e, finalmente, consegui.

Notícias do Norte: Vai representar a ilha no Nacional que, este ano, acontece no Mindelo. Qual o sentimento?

Eleane Fernandes: Feliz, com o dever de dar o máximo, uma vez que este ano vamos defender a nossa casa. Acredito que a minha colega vai fazer o mesmo e é importante dar de tudo e mostrar bom jogo e acreditar até ao fim. Acredito que este ano, estando em casa, teremos fortes possibilidades de vencer.

O meu objectivo neste Nacional é vencer e, para isso, estou a preparar-me de forma mais intensa, com mais consistência.

Treino duas horas por dia.

Notícias do Norte: Qual é o seu maior sonho enquanto tenista?

Eleane Fernandes: Um dia participar em torneios internacionais ao lado de grandes nomes do ténis feminino. E conhecer Maria Sharapova.

 

Futebol

Lateral direito pelo Mindelense, afirma que tenta conciliar as duas modalidades da melhor forma possível, já que ambas são paixões de infância, embora o futebol tenha despertado primeiro, mas não faz restrições entre as duas e tenta dar-lhes a mesma atenção. Até ao momento, não pensou em abrir mão de nenhuma delas, se bem que futuramente terá de decidir a qual irá dar a sua máxima atenção, se quiser fazer uma carreira.

Entre risos, conta que, por enquanto, nenhum deles limita o outro, embora, tenha consciência que no futuro terá apenas que decidir por um. Mas não agora, já que este ano, com a sua equipa, o Mindelense, vão tentar o título de campeão nacional.

Após quatro temporadas envergando a camisola dos “Leões da Rua da Praia” e com dois Campeonatos Regionais ganhos, conta que tudo começou na equipa do SC Corinthians (salvo o começo nas equipas de zona), passando depois pelo Vasquianos mas, nessa altura, ainda não tinha conhecimento do futebol feminino. Depois de ter ficado a saber, rumou para o Mindelense.

Notícias do Norte: Desde que começou, levou sempre o futebol a sério?

Eleane Fernandes: Sim. Desde que comecei, praticamente jogava futebol em todo o lado, com balizas de pedras ou outra coisa. Quero jogar profissionalmente a nível internacional e conhecer o meu ídolo, Formiga, a jogadora que por mais tempo serviu a selecção brasileira.

Notícias do Norte: Ambiente no futebol e ténis de São Vicente?

Eleane Fernandes: Gosto de criar laços de amizade entre as colegas, estar em grupo. No ténis também é a mesma coisa. O ambiente no ténis é muito bom, espírito de boa convivência.

Notícias do Norte: É difícil conciliar os estudos com o futebol e o ténis?

Eleane Fernandes: Não é fácil. Tudo tem a ver com a devoção e o planeamento do tempo. Quando se quer muito alguma coisa, consegue-se sempre arranjar tempo. Por isso, o segredo está simplesmente na postura com que a pessoa encara o desafio.

 

Elvis Carvalho

Jornalista Estagiário

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.