Mudanças  no comando da PN  : Orlando Évora para o  Sal e Alcides da Luz para a reforma

10/07/2017 01:06 - Modificado em 10/07/2017 01:08

Já estão decididas as mexidas no comando da Policia Nacional em São Vicente . O comandante Regional, Alcides da Luz,  deve ir para a reforma por ter atingindo a idade. Orlando Évora, comandante das forças operacionais  , BAC  ,BIC, CI , já está de malas feitas para a ilha do Sal para onde foi transferido . O NN apurou que a referida transferência  insere-se “ na rodagem normal que é feita nos comandos da PN”. Orlando Évora   goza  de uma certa simpatia  junto da população mindelense que não esquece que foi devido a sua acção à frente da Brigada Anti-Crime  que a criminalidade em São Vicente começou a diminuir . A BAC  com a liderança de Orlando Évora  consegui  devolver aos mindelenses  a sensação de segurança que tinham perdido . A sua acção foi determinada para colocar fim as guerra de gangs que em 2010 / 2011 colocavam em risco a paz social  em São Vicente transformando alguns bairros em verdadeiros campos de batalha . Apos dois anos de actuação o NN descrevia assim a acção da BAC

“Os mindelenses pediam com urgência a criação da Brigada Anti-Crime (BAC) em São Vicente devido a onda de criminalidade que assolava a ilha. O Comando da PN ouviu o chamamento da população e decidiu criar um núcleo com agentes da PN que funciona nos moldes da Brigada Anti Crime (BAC), mas nos bairros de São Vicente foram baptizados de” Ninjas”.

A aposta foi válida porque dois anos após a criação da BAC, já se colhem os frutos. E temos uma população com um sentimento de que algo mudou: São Vicente está mais seguro. Hoje a paz e a segurança parece ter voltado as ruas e aos bairros da ilha de São Vicente.

Moldes de actuação

A primeira actuação do Núcleo da PN aconteceu no dia 25 de Abril 2011. Nesse dia, o NN presenciou uma operação de agentes da PN no largo da Escola Jorge Barbosa. Os indivíduos vestidos de preto, com gorros na cara, bastão nas costas saíram do carro da BIC (Brigada de Investigação Criminal).

Mas não se tratava de investigação, mas sim uma operação de um núcleo de intervenções rápidas da PN. E assim a partir desse dia esse grupo passou a patrulhar os bairros de São Vicente, onde foram baptizados de “ninjas”.

Segundo o que apurámos, o plano está a surtir efeitos, pelo que vários indivíduos já foram detidos e apresentados a tribunal para a aplicação de medidas cautelares, foram recuperados diversos objectos provenientes de práticas ilícitas, e apreendido armas e estupefacientes.

E com o passar dos meses, o Comando da BAC foi apresentando algumas inovações no plano de acção e nos moldes de actuação: Hoje a BAC actua em dois períodos para garantir a segurança dos cidadãos., possuiu um cão para combater o tráfico de estupefacientes, e passou a operar com uma mulher-ninja para revistar as mulheres.

Balanço

O fenómeno caçubody assolou a vida de alguns são vicentinos que viram-se obrigados a refugiarem-se nas suas residências. Mas agora em São Vicente as pessoas respiraram de alívio, já que a noite é visível ver pessoas circulando em áreas, que eram referenciados como áreas de caçubody.

Segundo alguns cidadãos “o medo de cair nas mãos dos “ninjas” fez com que alguns caçubodistas apaziguassem os seus delitos. E ainda detiveram em flagrante delito indivíduos referenciados pela prática do caçubody e que hoje estão na prisão por constituir um perigo para a sociedade”.

Parece que aos poucos os mindelenses estão a perder o medo de andar a noite. A presença constante dos “ninjas” nas áreas que eram o paraíso dos assaltantes retirou os larápios desses locais. É bom encontrar policiais e não ladrões nas ruas. “

 

È verdade que nos últimos tempo  a BAC perdeu fôlego e já não se  sente a sua acção no dia .- a –dia.Assim como se regista um retrocesso  no clima de segurança  com  os larápios a começarem a dominar as ruas de novo . Mas, o comandante Évora  deixa obra feita  e da parte do NN fica o reconhecimento pelo trabalho prestado . Que faça o mesmo na ilha do Sal : Cabo Verde saí a ganhar numa conjuntura onde  vamos perdendo os bons policias .

  1. Djon

    Do Alcides não se falou, pois, as saudades do Tito, que na altura de introdução do BAC, Comandava São Vicente, não deixa espaço para se falar desse incompetente e vaidoso Alcides. Esse barrigudo que vá para casa sem deixar saudades.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.