Mulher que padece de Síndrome Inflamatória Sistémica pede ajuda

3/07/2017 01:19 - Modificado em 3/07/2017 01:19
| Comentários fechados em Mulher que padece de Síndrome Inflamatória Sistémica pede ajuda

Maria Borges tem 38 anos e reside no bairro de Eugénio Lima, cidade da Praia. Há quatro anos contraiu a doença conhecida por Síndrome Inflamatória Sistémica, tendo ficado sem movimentos dos músculos o que lhe causa dores intensas. Tudo aconteceu na sequência de uma queda das escadas, quando a mesma se encontrava grávida. Impossibilitada de trabalhar, esta mãe de dois filhos menores depende exclusivamente do companheiro que se viu obrigado a pedir licença de trabalho para cuidar da mulher. Os familiares de Dju já não conseguem arcar com as despesas de medicamentos, consultas, alimentação e vieram a público através das redes sociais pedir a solidariedade da sociedade.

Tudo aconteceu há cerca de quatro anos, quando Djú estava grávida e caiu de umas escadas tendo perdido o bebé. Como se não bastasse a perda, contraiu a Síndrome de Inflamação Sistémica que lhe roubou os movimentos dos músculos.

Após quatro anos de muito sofrimento, de consultas médicas, de exames sem que a doença fosse descoberta, Dju foi recentemente diagnosticada com Síndrome Inflamatória Sistémica, doença que afecta o organismo como um todo e se desenvolve perante diferentes tipos de agentes agressores.

O corpo de Dju ficou completamente transformado. Mudou a cor da pele, perdeu os cabelos e o rosto ficou inflamado, desfigurado. Passa as noites em claro devido a fortes dores no corpo coberto de feridas.

Segundo os familiares, Maria Borges foi sempre uma mulher de “fibra, lutadora e muito alegre”. Hoje transformou-se por completo, tornando-se numa mulher dependente dos outros.

Devido à doença, Maria que é mãe de dois filhos menores, precisa constantemente de ser conduzida ao hospital para aliviar a dor. O problema reside na indisponibilidade financeira para custear as consultas, os exames, o transporte e a alimentação.

O companheiro, Luís Manuel C. Pina Barros que recentemente conseguiu uma dispensa de trabalho para cuidar da mulher e dos filhos, já não consegue arcar com as despesas e entendeu pedir apoio e solidariedade às pessoas de boa vontade para o ajudarem.

Para as pessoas que se sentirem sensibilizadas por esta causa, Dju deixa o seguinte contacto móvel: 582-10-62. Número de conta na Caixa Económica: 31571909.

 

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.