Cinco jogadores do  Mindelense  ficaram na Praia  por falta de lugares no avião 

23/06/2017 00:51 - Modificado em 23/06/2017 00:51

O Mindelense iniciou viagem na quarta-feira 21, para a Ilha de São Nicolau, onde vai defrontar no domingo 25, a Ultramarin,a em jogo da primeira mão das meias-finais, numa viagem que teve escala na Cidade da Praia, mas a equipa já conta com alguns dissabores, pelo facto de cinco atletas terem ficado para trás, juntamente com alguns elementos da equipa técnica.

Da comitiva encarnada somente 11 jogadores já se encontram na Ilha, enquanto que Djosa, Hidélvis, Fache, Djonny e Larry ficaram para trás, juntamente com o treinador-adjunto Black e o treinador de guarda-redes Teobaldo, e somente no sábado estes atletas e treinadores poderão compor na totalidade da comitiva encarnada, um dia antes do jogo.

Situação complicada para o treinador Rui Alberto Leite, que assim vê a preparação do jogo a apenas quatro dias do jogo ficar um pouco condicionada, pelo facto de que um jogo deste calibre requerer uma preparação detalhada por parte dos treinadores.

Para trás também ficou um dirigente do clube e o representante da Associação de Futebol de São Vicente.

  1. Julio Goto

    … essa viagem e pior que a viagem nos Faluchos quando nao ha vento.

  2. Adepto do Mindelense

    Federação caboverdeana de futebol já cansa de Oiá Mindelense tetra campeão es crê desastebliza Mindelense quese viagem de leviandade, esse é pior Federação de todos os tempos, mas meste sai de la pq jas rebenta que Tubarões Azuis agora es crê faze das suas na esse nacional.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.