Autópsia confirma que Cidelene morreu por asfixia provocada por estrangulamento

22/06/2017 02:12 - Modificado em 22/06/2017 02:12

A autópsia realizada ontem ao corpo de Cidelene Patrícia revelou o que este online já tinha informado: A  causa da morte da  jovem foi por asfixia provocada por estrangulamento. A autópsia também confirma que não havia mais sinais de violência no corpo da jovem. Apenas pequenos ferimentos no pescoço que indiciam que ela tentou retirar as mãos do agressor do pescoço. Fonte da investigação deu como provável que “o pescoço da jovem terá sido partido quando ela perdeu os sentidos”.

Neste aspecto, a autópsia não trouxe nada de novo à investigação que, baseada nos indícios encontrados no local e nos corpos, defendeu a tese de que Cidelene morreu por asfixia no carro onde o corpo foi encontrado. O que indicava que ela foi para o matagal na Ribeira de Julião sem recurso à violência. Também afasta a teoria de que a jovem possa ter sido assassinada noutro local.

A autópsia também confirmou que Cidelene Patrícia estava grávida de três meses.

 

  1. Ministro

    E o que isso interessa??

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.