Emoção, dor e indignação: dezenas de pessoas acompanharam o enterro de Cidlene Lopes

22/06/2017 02:10 - Modificado em 22/06/2017 02:10
| Comentários fechados em Emoção, dor e indignação: dezenas de pessoas acompanharam o enterro de Cidlene Lopes

Corpo de Cidlene Lopes foi liberado na tarde desta quarta-feira seguindo posteriormente o enterro.

O corpo da jovem que perdeu a vida pelas mãos do ex-companheiro, tese corroborada pela PJ, chegou ao cemitério de São Vicente depois das 16 horas acompanhado por dezenas de pessoas, para se despedirem da jovem que perdeu a vida no domingo passado, em Ribeira de Julião.

Cidlene Lopes, de Lombo Tanque, foi encontrada sem vida, dentro do carro do pai dos seus filhos , Dicha Évora, enforcado numa árvore, próximo ao local onde estava o carro com a mulher morta dentro.

Um homicídio seguido de suicídio, segundo a polícia. Cidlene Lopes estava grávida de três meses e deixa dois filhos menores.

O enterro foi acompanhado por dezenas de pessoas, entre os quais familiares, amigos e conhecidos. O corpo da jovem foi liberado depois das 12 horas. Foi velado em casa dos familiares em Lombo Tanque e às 15 horas seguiu para a Igreja de Nossa Senhora da Luz, no Mindelo onde foi realizada uma missa de corpo presente.

Um grupo de amigos e familiares vestiram camisolas com a imagem da jovem em sinal de homenagem. Indignação, dor e emoção tomaram conta de quem conhecia a jovem. Várias pessoas expressaram seus sentimentos através de lágrimas, abraços fraternos e o silêncio.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.