PAICV manda mensagem a Manecas: “Estamos juntos camarada!”

21/06/2017 01:38 - Modificado em 21/06/2017 01:38

Na sua página na rede social Facebook, o PAICV escreve uma mensagem de solidariedade e de apoio a Manecas Santos, que estava  detido pelas autoridades judicias da Guiné-Bissau. “Estamos juntos camarada!”, escreve o partido na sua página do Facebook.

Para o PAICV, Manecas Santos é uma figura carismática da Luta de Libertação Nacional de Cabo Verde e da Guiné-Bissau e a sua detenção “é um acto inqualificável que demonstra uma grande falta de respeito e uma vã tentativa de humilhar um alto dirigente do PAIGC”.

Escreve ainda que o acto de detenção de Santos, pelo facto de este ter emitido uma opinião, enquanto cidadão, e numa sociedade que se diz livre, democrática e pluralista, consubstancia “um acto injustificável e com laivos de autoritarismo e constitui, ademais, uma grave violação dos direitos humanos”.

Neste sentido, o partido condena a detenção que considera ilegal e demonstra “profunda” solidariedade para com o “camarada” Manecas Santos e apela à “sua libertação imediata e incondicional”.

 

  1. Cidadão

    A Guiné-Bissau só pode ser comparada a um filme de ficção… um país cheio de potencialidades, com um povo humilde, mas com a triste sorte de ter uma classe política corrupta até o último fio de cabelo. Esta tentativa de silenciar e humilhar o Comandante Manecas é característico do PAIGC. Curioso é a mensagem do PAICV, partido que há bem pouco tempo atrás praticava estas técnicas em Cabo Verde…ou já se esqueceram que vocês também foram ditadores?!!! Por favor, não branqueiam a nossa história.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.