Dilvania Brito: A melhor guarda-redes de São Vicente que agora procura o sucesso nacional

14/06/2017 02:11 - Modificado em 14/06/2017 02:11
| Comentários fechados em Dilvania Brito: A melhor guarda-redes de São Vicente que agora procura o sucesso nacional

Dilvania Brito Teixeira é natural da zona piscatória de Salamansa é enfermeira de profissão, mas também defende a baliza do Mindelense já a seis épocas, sendo que está temporada venceu o quarto título de campeã regional, coroada também como a guarda-redes menos batida do campeonato e melhor a actuar em São Vicente.

O Mindelense renovou o título de campeão regional feminino e apresentou números interessantes seja no aspecto defensivo ou a nível ofensivo, onde a equipa apontou 39 golos e sofreu apenas dois golos. A equipa chegou na última jornada com a sua baliza intacta, mas frente ao Madeirense no derradeiro jogo do campeonato Dilvania viu por duas vezes as suas redes balançarem, nada que estragasse o seu registro durante o regional.

Começando a sua caminhada na equipa Salamansa em 2007, Dilvania deu o salto quatro anos depois para o Mindelense onde até agora defende as cores encarnadas da equipa da rua de praia, com a consumação do bi-campeonato ganho esta época a guarda-redes ao NN aponta que é muito bom, e sente honrada em fazer parte da grande família que é o Mindelense.

“O objectivo traçado desde o início era sofrer o menor número de golos possível e nós conseguimos alcançar isso, graças a prestação de toda a equipa, principalmente para as defesas que foram sensacionais e juntas nós conseguimos” sublinha a número 1 do Mindelense.

Manter a baliza intacta por nove jogos e sofrer dois golos no último jogo não estava nos planos da guardiã que a leva a dizer que sente-se um pouco “frustrada” porque queria terminar o campeonato sem sofrer nenhum golo. “Mas paciência, o importante foi que conseguimos vencer o campeonato e consegui ganhar mais uma vez o título de melhor guarda-redes de São Vicente” indica.

Finda o campeonato regional o Mindelense tem muito tempo pela frente para preparar e limar arestas para a grande prova a nível de clubes em Cabo Verde, o campeonato nacional que arranca no dia 22 de Julho, um sonho que ainda Dilvania não conseguiu tornar real: Levantar uma taça nesta prova, mas diz que quer lutar por isso esta época.

A ambição da atleta não fica por aqui que tem outro sonho bem real, o de chegar a selecção de Cabo Verde, mas que para isso sabe o que tem fazer para tal. “Em primeiro lugar quero ganhar um campeonato nacional e lutar para ganhar o prémio de melhor guarda-redes de Cabo Verde, e com isso poder sonhar com a selecção de Cabo Verde que seria um sonho realizado. Mas neste momento estou concentrado é no nacional” remata.

A caminhada para a realização destes sonhos vai ter pela frente outras equipas bem cotadas, que vão apresentar-se no nacional bem frescas e com ritmo de jogo bem apurados, pelo simples facto de que os seus campeonatos terminarem bem perto do início da competição maior de clubes, principalmente a da Ilha de Santiago, onde reside o tricampeão nacional o Sevens Stars. Em São Vicente o tempo de paragem quase que atinge um mês mas qua ao ver de Dilvania o nível físico não irá pesar muito, “mas claro que muito tempo parado afecta muito no ritmo de jogo. Mas confio na nossa equipa e tenho certeza que vamos fazer um bom campeonato nacional”.

“Eles terminam o campeonato regional e vão logo para o nacional, e estarão dentro do ritmo de jogo, enquanto que nós teremos muito tempo de paragem. Acho que deveriam colocar todos os campeonatos regionais para começarem todos ao mesmo tempo” conclui a guardiã encarnada sobre o melhor caminho a ser tomado para minimizar o tempo de paragem.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.