Em cinco anos, foram vendidos 2 milhões de carros eléctricos no mundo

13/06/2017 01:15 - Modificado em 13/06/2017 01:15
| Comentários fechados em Em cinco anos, foram vendidos 2 milhões de carros eléctricos no mundo

De acordo com um relatório recente da Agência Internacional de Energia (AIE), o mercado de veículos eléctricos atingiu um novo marco em 2016: foram vendidos mais de 750 mil modelos da categoria, contra 547,2 mil do ano anterior. Com isso, o número total alcançou a marca de 2 milhões de unidades desde que os primeiros automóveis movidos a energia eléctrica começaram a ser comercializados, em 2011.

A participação dos carros eléctricos cresceu em quase todos os continentes. Na América do Norte, os Estados Unidos continuam como o país que mais vende esses veículos. Contudo, os chineses ultrapassaram os norte-americanos e agora lideram as vendas de veículos eléctricos. Apesar dos modelos responderem a apenas 1,5% da frota nacional, mais de 40% desses carros comercializados no mundo em 2016 foi adquirido na China — o dobro do que ocorreu nos EUA.

Além dos automóveis, a China possui outros 200 milhões de veículos eléctricos de duas rodas, entre 3 e 4 milhões de veículos eléctricos de baixa velocidade e mais de 300 mil autocarros eléctricos; nenhum deles foi incluído nos números oficiais da AIE.

Já na Europa, os países escandinavos dominam o sector, liderados pela Noruega, com 29% — lá, um terço de todos os veículos vendidos no país é eléctrico. O ranking tem ainda nações como a Holanda (6,4%), o Reino Unido (4,4%) e a Suécia (3,4%).

Todos os países citados acima oferecem políticas para fomentar as vendas de carros eléctricos. Inclusive, há cerca de duas semanas, os governos da China, da França, da Alemanha, do Reino Unido, dos EUA e de mais cinco países anunciaram um programa chamado “Electric Vehicle Initiative”, que visa estabelecer uma meta de 30% de participação de mercado para carros, autocarros, camiões e vãs movidos a bateria até 2030. A Índia, que não faz parte do grupo, pretende comercializar apenas carros eléctricos até ao fim da próxima década.

Fonte: tecmundo.com.br

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.