Forças Armadas: PR empenhado em colmatar as carências das Forças Armadas

12/06/2017 01:06 - Modificado em 12/06/2017 01:06
| Comentários fechados em Forças Armadas: PR empenhado em colmatar as carências das Forças Armadas

O Presidente da República, também Comandante Supremo das Forças Armadas, presidiu às cerimónias de juramento da bandeira da 1ª incorporação militar de 2017. Da agenda de contactos, o Presidente regista, em São Vicente, encontros e visitas à área militar. A Região Militar, a Guarda Costeira, a Esquadrilha Naval, o Centro de Buscas e Salvamentos estiveram na lista de visitas do Presidente da República.

As palavras do Presidente da República, durante a cerimónia, evidenciaram a vontade do mesmo de trabalhar para melhorar as condições dos militares no país. “É verdade que ainda existem carências e dificuldades materiais e financeiras para a cabal realização de tais reformas que demandam investimentos significativos por parte do Governo”, adianta Jorge Carlos Fonseca. Isto, como explica, para que as forças armadas estejam em posição do cumprimento real da sua missão.

Não restringe a missão das forças armadas apenas à questão da defesa, mas também da segurança em parceria com o restante das forças de manutenção da ordem, “sempre à luz da Constituição”.

Para Jorge Carlos Fonseca, em diálogo com o Governo, vai estimular a intensificação de reforços no sentido de, apesar da situação do país, sejam disponibilizados os meios necessários para a consolidação da reforma das Foças Armadas, no sentido de ajudar a enfrentar os desafios que se colocam ao país.

“Queria registar que sempre estarei perto da nossa instituição no limite dos meus poderes, para que sejam encontradas as melhores soluções para os problemas”.

Jorge Carlos Fonseca demonstrou-se impressionado com o número de pessoas que compareceram na cerimónia estando, todo o tempo, ao sol. E chama a atenção para o processo de recrutamento para que possa decorrer da melhor forma possível.

“Ao contemplar esta centena de jovens que constituem um dos mais belos rostos da Nação e que no dia-a-dia, com muita determinação e entrega, estamos a trabalhar para que as limitações que o recrutamento tem conhecido nos últimos tempos estejam em vias de serem ultrapassadas”, adianta Carlos Fonseca, auspiciando que todos possam passar por este processo e esperando que as forças armadas possam fazer o próprio trabalho de recrutamento sem restrições.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.