Governo assegura que a Binter Cabo Verde   terá todos os equipamentos necessários para a  evacuação de doentes

7/06/2017 00:41 - Modificado em 7/06/2017 00:41
| Comentários fechados em Governo assegura que a Binter Cabo Verde   terá todos os equipamentos necessários para a  evacuação de doentes

O Governo cabo-verdiano informou hoje que o processo de evacuação de doentes para hospitais centrais foi salvaguardado no acordo com a companhia aérea Binter, que a partir de agosto vai passar, em exclusivo, a fazer os voos domésticos.

A informação foi avançada à imprensa por António Moreira, da Direção Nacional de Saúde cabo-verdiana, no dia em que foram noticiadas as dificuldades de transporte de doentes da ilha do Fogo, por falta de um avião adaptado, obrigando a viagem a ser feita de barco.

Os casos aconteceram no fim de semana, após dois acidentes de viação na ilha do Fogo, que envolveram oito pessoas, três com ferimentos ligeiros e outras em estado mais grave que precisavam ser evacuadas para o hospital Agostinho Neto, na cidade da Praia.

Três doentes menos graves foram transportados na segunda-feira num barco da Guarda Costeira cabo-verdiana, já que o avião da TACV adequado não está a fazer ligação à ilha do Fogo e o da Binter não tem condições para o transporte em maca.

Só hoje mais dois feridos com maior gravidade chegaram à cidade da Praia num avião da Binter, que não está adaptado, mas mesmo assim foi exclusivamente buscar os pacientes, após intervenções de várias entidades locais e nacionais.

Segundo António Moreira, as evacuações são feitas em coordenação entre o Ministério de Saúde, as companhias áreas e a Agência de Aviação Civil e que o objetivo é sempre salvaguardar a segurança e dignidade dos doentes, por via marítima ou aérea.

Por isso, garantiu que o Ministério de Saúde contactou as duas companhias aéreas no país e que a Binter Cabo Verde mostrou-se disponível para ir buscar os acidentados, que devido ao seu estado clínico agravado o transporte só foi autorizado para hoje.

Sobre o transporte de doentes, o representante do Ministério da Saúde de Cabo Verde disse que até este momento o país tem estado a “adaptar”, mas a Binter já garantiu que vai criar condições para transportar pacientes nos seus aviões com macas especializadas.

O Governo cabo-verdiano anunciou que, a partir de agosto, a companhia TACV vai fechar a operação doméstica, passando os voos a serem assegurados em exclusivo pela Binter Cabo Verde.

Em comunicado divulgado hoje, o Governo informou que a partir de 15 de junho a Binter Cabo Verde terá “todos os equipamentos necessários” para o processo de evacuação de doentes.

 

Lusa

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.