Mulher finge ser cega durante 28 anos para não ter de cumprimentar ninguém

6/06/2017 00:45 - Modificado em 6/06/2017 00:46
| Comentários fechados em Mulher finge ser cega durante 28 anos para não ter de cumprimentar ninguém

Carmen Jiménez passou 28 anos da sua vida a fingir que era cega só para não ter de cumprimentar as pessoas.

A história que ela contou a todos foi a de que sofreu uma lesão séria nos olhos e acabou por perder a visão – detalhe: ela contou a mentira inclusive para as pessoas da sua família, argumentando que não suportava mais ter que dizer “olá” a todos.

Recentemente, aos 57 anos de idade, Jiménez revelou que, na verdade, ela nunca ficou cega, deixando os familiares e amigos em choque – alguns já suspeitavam de que algo estava errado sobre a história da sua cegueira; o seu marido, por exemplo, surpreendia-se com o facto de que, mesmo cega, a esposa conseguia maquiar-se na perfeição.

“Eu estava cansada de encontrar as pessoas na rua e parar para dizer olá. Nunca fui uma pessoa sociável e, fingindo ser cega, era capaz de evitar muitas responsabilidades sociais”, disse, em declaração publicada no Oddity Central.

A “brincadeira”, além de colocar Jiménez em maus lençóis com os seus amigos e familiares, vai-lhe causar problemas legais, já que, ao se ter declarado cega, recebeu benefícios financeiros. Isso é que vale não ser sociável, hein!

A notícia é tão bizarra que parece ser falsa, mas até ao momento, as nossas pesquisas comprovaram a existência de Carmen Jiménez e da sua história. Se algo a mais surgir sobre o caso, actualizaremos o conteúdo.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.