Dia 04 de Junho: é preciso cuidar mais das nossas crianças

5/06/2017 02:06 - Modificado em 5/06/2017 02:19
| Comentários fechados em Dia 04 de Junho: é preciso cuidar mais das nossas crianças

Junho entrou a celebrar o Dia Internacional das Crianças, uma data para comemoração, contrariamente ao dia 04 de Junho, que é um dia para reflectir sobre algo considerado hediondo e de protesto. É o Dia Internacional das Crianças Vítimas de Violência e Agressão, criado em 1982 pelas Nações Unidas.

Todos os dias, milhares de crianças são agredidas em todo o mundo, inclusive dentro das próprias casas. Este dia relembra todas as crianças vítimas de afogamento, espancamento, trabalho infantil, abuso sexual.

Em todo o mundo isso acontece e, infelizmente, Cabo Verde não é uma excepção. E quando se fala de agressão, devem-se ter em conta os vários níveis de agressão, pois só a física é que é a mais falada, isto pelo facto de ser a mais “dolorosa”. As agressões infantis podem ser físicas, psicológicas, sexuais, sociais, entre outras. As mais comuns são a física, a psicológica e a sexual.

No entanto, combater este fenómeno não é nada fácil, isso porque, muitas vezes, o agredido não tem coragem de falar sobre o sucedido por diversas razões, entre elas, o medo, a vergonha. Por isso, é essencial que os adultos que o envolvem estejam sempre atentos a qualquer mudança de comportamento.

Em Cabo Verde, a data já se encontra institucionalizada e de acordo com a UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância), cerca de 80% dos casos de agressão a crianças e adolescentes a nível mundial são efectuados por parentes próximos, o que dificulta ainda mais o trabalho de combate nesta frente.

É necessário que este dia relembre a todos a importância da necessidade de proteger e educar as crianças, garantir um ambiente seguro e são, o que é um dever de todos.

Uma das causas de agressão, por exemplo, é bater nas crianças, uma forma de educação para as fazer compreender que o que fizeram é errado. Muitos psicólogos afirmam, no entanto, que esta prática deve ser abolida e que o diálogo é a melhor ferramenta. É mais eficaz, porque esta atitude pode ser um das causas para que ela se torne num agressor no futuro.

Pais que quando crianças costumavam apanhar, e muito, quando adultos tendem a adoptar este mesmo comportamento.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.